Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2089 | Euro R$ 5,5496
Search

Prefeitura inicia interdições no trânsito da Covanca para obras do Muvi

Equipes trabalham na construção de novo corredor viário, com pistas de BRS e ciclovia

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 11 de março de 2024 - 15:03
O projeto também receberá uma série de intervenções urbanísticas
O projeto também receberá uma série de intervenções urbanísticas -

A Secretaria de Transportes da Prefeitura de São Gonçalo iniciou, nesta segunda-feira (11), as intervenções no trânsito que têm como objetivo auxiliar no andamento das obras de drenagem referentes ao trecho 1 das obras do projeto Mobilidade Urbana Verde Integrada (Muvi). As intervenções estão ocorrendo no bairro da Covanca.

O MUVI vai garantir a criação de novo corredor viário, com pistas de BRS e ciclovia, ligando o bairro de Neves a Guaxindiba, cortando um trecho de 18 quilômetros do município, 13 bairros e 32 estações. O projeto também receberá uma série de intervenções urbanísticas.


Leia mais

Ministério da Saúde anuncia criação de memorial para vítimas da covid-19

Trânsito terá alterações temporárias na Engenhoca


Os bloqueios estão sendo realizados na esquina da Rua Maurício de Abreu com a Rua Silva Jardim; na Rua Cônego Goulart com a Rua Dr. Alberto Torres; na Rua Marechal Floriano Peixoto, esquina com a Rua Oliveira Botelho, e na Rua Marechal Floriano Peixoto, esquina com a Rua Maurício de Abreu.

Os veículos ficam proibidos de estacionar ao longo das vias interditadas, estando sujeitos à remoção. O desvio do tráfego dos veículos é feito pelas ruas Silva Jardim, Nova de Azevedo e Marechal Floriano Peixoto.

O aposentado Charles Ogda, de 68 anos, acredita que o Muvi pode melhorar a região. "Eu moro aqui há seis anos e torço para que essa obra melhore para a gente na questão da drenagem. Quando chove aqui, a água enche as ruas e é complicado. O Muvi também vai desafogar o trânsito. Se for assim, está tudo ótimo. Todos aqui torcem para o melhor para São Gonçalo e eu nunca vi uma obra desse tipo aqui", contou ele.

Muito além de um corredor viário, o MUVI foi concebido para priorizar e modernizar o transporte público coletivo e estimular o uso de bicicletas, com a construção da ciclovia ao longo do corredor expresso.

O corretor de imóveis Ney Silva, de 84 anos, trabalha na Covanca e está animado com o projeto do Muvi. "Eu vi quando divulgaram o projeto e achei ótimo! É uma obra que vai mudar o trânsito de São Gonçalo. Nunca vi uma obra desse tamanho e acredito muito no trabalho do Capitão Nelson. Ele está melhorando a nossa cidade e realizando obras boas e rápidas", afirmou.

As intervenções do MUVI estão sendo realizadas pelo Governo do Estado do Rio, através da Secretaria das Cidades. A Secretaria de Gestão Integrada e Projetos Especiais da Prefeitura de São Gonçalo foi a responsável pela aprovação do projeto e captação dos recursos junto ao Estado e está acompanhando todo o andamento das obras. O investimento do projeto é de mais de R$ 280 milhões.

Os trechos 1 (Neves – Porto Velho), 2 (Porto Velho – Camarão), e 3 (Região Central) estão em obras. A intervenção vai transformar toda a cidade com uma grande revitalização do trecho da antiga linha férrea, e também vai facilitar a locomoção de uma ponta à outra da cidade.

Matérias Relacionadas