Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Prefeitura do Rio realiza operação de ordenamento embaixo do viaduto de São Conrado

Ao todo, oito animais foram resgatados e sete toneladas e meia de material descartados

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 18 de janeiro de 2024 - 22:46
Prefeitura do Rio realiza grande operação de ordenamento embaixo do viaduto de São Conrado
Prefeitura do Rio realiza grande operação de ordenamento embaixo do viaduto de São Conrado -

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Ordem Pública, Subprefeitura da Zona Sul e  Secretaria de Proteção e Defesa aos Animais, realizaram uma grande operação de ordenamento embaixo da ciclovia e do viaduto em São Conrado, de acesso a Barra da Tijuca, nesta quinta-feira, dia 18. Durante a operação, oito animais foram resgatados pelos agentes e um cão foi encaminhado para o atendimento veterinário por estar muito ferido. Além disso, sete toneladas e meia de material foram descartados pela Comlurb e três pessoas em situação de rua foram abordadas, mas não aceitaram acolhimento.

"Essa operação de ordenamento é mais uma frente de atuação da SEOP em São Conrado, que recebe ações praticamente diárias da nossa secretaria, deixando muito claro que nessa situação específica, uma configuração de abandono, de maus tratos a animais, inadmissível. Então, a Secretaria de Ordem Pública, obviamente, vai sempre atuar com foco no cumprimento da lei, e especialmente protegendo as vulnerabilidades que se apresentam, seja de pessoas, seja de animais", enfatizou o Secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.  

A ação foi planejada após o recebimento de denúncias da Associação de Moradores de São Conrado (AMA São Conrado) sobre a ocupação irregular e agressiva de um morador em situação de rua, embaixo da ciclovia e do viaduto. Na última semana, o subprefeito Flávio Valle, esteve no local e realizou uma vistoria na área. Embora não tenha encontrado ninguém morando no trecho, detectou diversas irregularidades como muita sujeira, mal cheiro, animais como galinhas e gatos, além de muitos acúmulos.


Leia também

➢ Morre Rui Motta, niteroiense e ex-baterista da banda Os Mutantes

➢ Prefeitura de Maricá entrará na Justiça contra a Enel


"Estive no local na última semana e realmente encontramos uma situação inaceitável, por isto voltamos com as equipes e estamos garantindo toda a limpeza e liberação da área, além dos cuidados com as pessoas e os animais que estavam no local. Além de um grupo de moradores em situação de rua, encontramos uma cadela muito machucada, vivendo em situação insalubre, muito triste, mas ela já foi devidamente atendida e está recebendo todos os cuidados. Também já mobilizamos a guarda municipal para que façam vistorias constantes no local evitando nova ocupação", afirmou o Subprefeito.

Os animais resgatados foram levados para a Fazenda Modelo e um ponto de água clandestina foi identificado e desfeita pelos agentes. Participaram da ação de ordenamento equipes das secretarias de Assistência Social e Saúde, Guarda Municipal, Comlurb, IVISA-Rio, Gerência Executiva Local da Lagoa e da concessionária Águas do Rio, já que um cano jorrando água também foi encontrado no local.

"Os oito animais resgatados foram encaminhados para o Abrigo Municipal Fazenda Modelo, eles irão passar pelo atendimento médico veterinário, serão castrados, microchipados e logo estarão disponíveis para adoção", disse Flávio Ganen, Secretário de Proteção e Defesa dos Animais. 

A Fazenda Modelo abriga cerca de 700 animais, entre cães e gatos, disponíveis para adoção. As adoções serão realizadas por meio do WhatsApp (21) 97733-0193, canal onde será feita uma entrevista de triagem com a coordenadora da iniciativa. Para isso, os interessados precisam ter mais de 18 anos e apresentar original e cópia do documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

Matérias Relacionadas