Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Morre Quinho, intérprete e ícone do Salgueiro, aos 66 anos

Artista estava tratando um tumor na uretra desde 2021

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 04 de janeiro de 2024 - 09:08
Quinho morreu de insuficiência respiratória, segundo a família
Quinho morreu de insuficiência respiratória, segundo a família -

A morte do intérprete Melquisedeque Marins Marques, conhecido como Quinho do Salgueiro, um dos ícones da escola e do carnaval, foi anunciada nesta quarta-feira (3). Quinho morreu com 66 anos. A perda foi confirmada pela agremiação.

A Salgueiro lamentou a morte de seu ritmista, em uma postagem de despedida do homem em seu Instagram. "Quinho não apenas cantou para o Salgueiro; ele viveu e respirou cada nota, cada batida do coração acelerado da bateria. Ele personificou o espírito salgueirense, e sua ausência deixa um vazio indescritível", afirmou a escola.


Leia também: 

Três dos cinco ganhadores da Mega da Virada ainda não sacaram prêmio

Polícia prende gerente de supermercado que vendia alimentos fora da validade e impróprios para consumo


Em nota, o Acadêmicos do Salgueiro informou sobre a causa da morte de Quinho. "É com grande pesar que o Acadêmicos do Salgueiro comunica o falecimento de Melquisedeque Marins Marques, o eterno Quinho do Salgueiro, aos 66 anos. Quinho morreu no final da noite desta quarta-feira (3), no Hospital Evandro Freire, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. Segundo familiares, a causa da morte foi insuficiência respiratória. Desde 2022, Quinho vinha lutando contra um câncer de próstata. Ainda não há informações sobre velório e enterro.

O presidente do Acadêmicos do Salgueiro, André Vaz, lamenta profundamente a perda deste grande sambista, apaixonado pela Academia do Samba.

“Um grande amigo, um grande intérprete, marcou a história do Salgueiro e do Carnaval. Nós acompanhamos de perto a incansável luta do Quinho e sentimos muito essa perda. Ele merece todas as homenagens e fazemos questão de que o último adeus seja em nossa quadra, no lugar onde Quinho cantou, encantou e brilhou durante tantos anos.”, finalizou.

Ainda não há informações sobre horário do velório, nem o local do enterro", informou o comunicado.

Quinho lutava contra um tumor na uretra. Em 2023, o artista se ausentou do desfile presencial da Salgueiro na Sapucaí em decorrência do tratamento.

Quinho se iniciou no mundo das escolas de samba como ritmista. Antes de ser da Salgueiro, ele participou de outras agremiações, como a São Clemente, Acadêmicos do Grande Rio, Império da Tijuca e Acadêmicos de Santa Cruz.

Hoje, um carro de som da Salgueiro é nomeado em sua homenagem, e, apesar de se manter longe da passarela da Sapucaí para cuidar da saúde, Quinho tinha um contrato de quatro anos com a vermelha e branca da Tijuca para dar aulas e formar novos talentos.

Matérias Relacionadas