Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Moradores de Boa Vista, em São Gonçalo, estão há 15 dias sem água

Moradores precisam contratar caminhão pipa para driblarem o transtorno

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 20 de dezembro de 2023 - 16:52
Maior parte das casas estão sem água, mas algumas, apesar de ter água, saem em fluxo baixo e com pouca pressão
Maior parte das casas estão sem água, mas algumas, apesar de ter água, saem em fluxo baixo e com pouca pressão -

Moradores das Ruas Orminda de Menezes e Agamenon Magalhães, em Boa Vista, São Gonçalo, estão enfrentando falta de água constante dentro de casa. Os residentes já passam pelo problema há cerca de 15 dias, e eles contam que a Águas do Rio, empresa responsável pelo fornecimento de água no Estado, nunca foi ao local consertar o problema.

Segundo Valdez Soares, 57 anos e consultor técnico, a falta de água começou após uma ação que a Águas do Rio realizou na represa em Laranjal, São Gonçalo e, desde então, o abastecimento nunca mais foi o mesmo. “Não sei se foi uma bomba que queimou ou a manobra que eles fizeram foi errada, mas na parte alta [das ruas] não tem água, só nas partes baixas”, contou o morador.


Leia também

São Gonçalo abre espaço para comerciantes no Centro de Tradições Nordestinas

Retrospectiva 2023: veja as matérias que mais bombaram em janeiro deste ano


Valdez ainda conta que, por conta do transtorno, os residentes estão contratando um carro pipa para levar água potável. “Cada pipa d’água custa de R$250 a R$280, mas é isso que temos que fazer com esse calor, né?”, completou. O residente contou que já fez contato com a Águas do Rio buscando a solução do problema, mas nada foi feito.

Procurada pela reportagem, a Águas do Rio informou que vai enviar uma equipe para o local para solucionar o problema. Além disso, também notificou que haverá uma manutenção na represa de Laranjal nesta quarta-feira (20). Confira a nota completa abaixo.

“A concessionária esclarece que, nesta manhã de quarta-feira (20/12), o sistema Imunana-Laranjal, operado pela Cedae, foi paralisado por uma falha elétrica, impactando no abastecimento de São Gonçalo, Itaboraí, Maricá (Inoã e Itaipuaçu) e Ilha de Paquetá (Capital Fluminense).

A normalização do abastecimento nessas localidades ocorrerá, de forma gradativa, assim que for restabelecida a produção integral de água tratada no Sistema Imunana-Laranjal, ação prevista até às 15h de hoje, conforme explicou a companhia estadual em comunicado.

Até que o fornecimento seja plenamente regularizado, a concessionária orienta os seus clientes residenciais e comerciais a reservarem a água de cisternas e caixas d’água para as atividades prioritárias, adiando atividades que demandem alto consumo.

A Águas do Rio segue à disposição através do 0800 195 0 195, disponível para ligações gratuitas e mensagens via WhatsApp”, finalizou o comunicado.

Matérias Relacionadas