Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

Atleta morta em acidente de carro é enterrada em Itaboraí

Uma multidão de familiares, amigos e colegas do esporte estiveram presentes para prestar as últimas homenagens à Mayara Hipólito Cardozo

relogio min de leitura | Escrito por Lívia Mendonça | 11 de dezembro de 2023 - 14:13
O corpo da nutricionista e atleta Mayara Hipólito Cardozo, 22 anos, foi sepultado no Parque da Paz
O corpo da nutricionista e atleta Mayara Hipólito Cardozo, 22 anos, foi sepultado no Parque da Paz -

O corpo da nutricionista e atleta Mayara Hipólito Cardozo, 24 anos, foi sepultado no fim da manhã desta segunda-feira (11), no Cemitério Parque da Paz, em Itaboraí. Uma multidão de familiares, amigos, atletas e colegas de esporte da jovem estiveram presentes no local para prestar as últimas homenagens.

Uma multidão de familiares, amigos, atletas e colegas de esporte da jovem estiveram presentes no local
Uma multidão de familiares, amigos, atletas e colegas de esporte da jovem estiveram presentes no local |  Foto: Filipe Aguiar

"Nós somos primas de primeiro grau, mas tínhamos uma conexão além do sangue. Eu sempre achei que a gente fosse envelhecer juntas, eu não tinha dúvida disso. A Mayara é isso aqui, muito amada, fazia de tudo por todo mundo, extremamente bondosa, eu nunca vi alguém tão amorosa. Ela tinha uma sede de viver", relatou emocionada a prima Mariana.

Irmã e prima de Mayara Hipólito após o sepultamento da jovem atleta
Irmã e prima de Mayara Hipólito após o sepultamento da jovem atleta |  Foto: Filipe Aguiar

Amor pelos esportes

Mayara Hipólito se formou em Nutrição pela Universidade Salgado de Oliveira, no ano de 2020, mas o amor pelos esportes sempre esteve inteiramente ligado à sua vida, não só como hobby, mas também como estilo de vida. A atleta profissional tinha uma "bolsa atleta" na Universo e jogou handebol durante todos anos em que esteve como graduanda, tendo se consagrado campeã estadual pela equipe feminina da Universo, em 2019.

Mayara Hipólito foi campeã estadual pela equipe feminina da Universo, em 2019
Mayara Hipólito foi campeã estadual pela equipe feminina da Universo, em 2019 |  Foto: Reprodução

"Ela começou com a capoeira, depois entrou pro handebol e logo depois começou no judô. Quando entrou pra faculdade tinha bolsa atleta, jogava handebol pela Universo e quando o handebol de areia começou a surgir, ela entrou também. Muito ativa no esporte, milhares de competições por ano", contou Nathalia, irmã de Mayara.

Mayara Hipólito iniciou no judô ainda pequena, através do Projeto Miranda, que é um projeto social que oferece aulas de judô à crianças e jovens de Itaboraí. "Ela é como se fosse uma filha, essa perda é irreparável. Era um doce de menina, adepta aos esportes, amava o handebol e o judô", disse o professor Miranda, 64 anos, responsável pelo Projeto Social.

Há pouco mais de dois anos, Mayara atuava como atleta e monitora da Equipe Jitakyoei, fundada por Everaldo dos Santos Cardozo, professor de judô e pai da jovem. A sede da equipe fica na academia NeoGym, anexo com o CESP, colégio em que a atleta estudou a vida toda. 

"Ela chegou a parar com o judô por um tempo, pois estava dedicada apenas ao handebol e handbeach, mas há pouco mais de dois anos desafiou meu pai e disse que se ele montasse uma equipe dele, ela voltaria para o judô. E foi o que aconteceu", contou a irmã Nathalia. 

Para a professora Silvia Oliver, que atuava ao lado de Mayara Hipólito na Equipe de judô Jitakyoei, a a atleta "é insubstituível, uma dor irreparável". 

Além do judô e do handebol jogado pela Universo, Mayara também fazia parte do time de handebol do Centro Educacional Sanmartin Perez (CESP), em Itaboraí, onde foi uma das pioneiras a dar inicio ao projeto que hoje oferece o esporte a muitos jovens da cidade.

"A Mayara era uma das capitães do time, uma das mais velhas, que iniciou o projeto, e era inspiração para grande parte das meninas. Ela dentro e fora de quadra era uma menina exemplar, uma grande amiga acima de tudo, com uma energia surreal. Quando tudo estava dando errado era a Mayara que te chamava, conversava, abria seus olhos, aquela atleta que todo mundo se inspirava", declarou Eduarda, 19 anos, atleta de handebol do CESP.

Familiares e amigos prestaram as últimas homenagens à Mayara Hipólito
Familiares e amigos prestaram as últimas homenagens à Mayara Hipólito |  Foto: Filipe Aguiar

Acidente de carro

Mayara veio a óbito após um acidente de carro no último domingo (10), que também deixou outros quatro feridos, no Retiro São Joaquim, em Itaboraí. As quatro vítimas foram levadas ao Hospital do município e seguem hospitalizadas. Ainda não há informação sobre o estado de saúde das mesmas.

Leia mais:

Acidente em Itaboraí deixa uma morta e quatro feridos

Sob supervisão de Marcela Freitas 

Matérias Relacionadas