Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9806 | Euro R$ 5,4044
Search

Cedae realiza manutenção anual do Sistema Guandu nesta terça-feira (5)

Vistoria das estruturas e dos equipamentos visa reforçar a eficiência do sistema

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 04 de dezembro de 2023 - 13:49
Estação de Tratamento do Guandu: manutenção pode impactar mais de 10 milhões de pessoas
Estação de Tratamento do Guandu: manutenção pode impactar mais de 10 milhões de pessoas -

Como parte da preparação para o verão, a Cedae vai realizar a manutenção preventiva do Sistema Guandu das 4h de terça-feira (5) às 4h de quarta-feira (6). Composto pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu e dois subsistemas de água tratada, Marapicu e Lameirão, o sistema é responsável pelo abastecimento de mais de 10 milhões de pessoas no município do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.

O serviço vai mobilizar mais de 500 profissionais, entre engenheiros, eletricistas, mecânicos e agentes de saneamento. Os técnicos farão inspeções e correções para reforçar a eficiência do sistema, como instalação de equipamentos, reparos gerais, ajustes eletromecânicos, revisão de peças e limpeza das estruturas que não podem ser acessadas durante a operação normal.


Leia também

RJ-104: 'piscinão', cratera na pista e buraco em mureta causam transtornos em SG

'Risco de desabamento em mina de Maceió continua, mas é menor', diz Governo


"Por que a Cedae faz a manutenção perto do verão? Um dos principais motivos é que, quanto mais próximo do verão fizermos a paralisação, mais garantia teremos de passar pelo período mais quente do ano com a estação performando sem intercorrências, ou seja, produzindo em sua capacidade total. Caso fizéssemos esta paralisação no inverno, teria uma janela de seis meses para surgir um problema na estação. E, se fosse necessário parar a estação para corrigi-lo, só conseguiríamos fazer depois do verão, e a operação ficaria comprometida, podendo causar redução na produção de água logo no período em que há maior demanda", explicou Daniel Okumura, diretor de Saneamento e Grande Operação da Cedae.

Desligamento e normalização do abastecimento

Durante o serviço, a produção de água vai ficar interrompida, afetando o abastecimento para os municípios do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Belford Roxo e Queimados. A operação do sistema será retomada de forma gradativa logo após a conclusão da manutenção.

A recomendação da Cedade é que a população economize água para o período, adiando tarefas não essenciais.

A distribuição de água nas localidades atendidas é de responsabilidade das concessionárias Águas do Rio, Iguá e Rio+Saneamento, de acordo com as respectivas áreas de atuação.

Matérias Relacionadas