Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Brasileiro está entre grupo de reféns do Hamas em Israel

Segundo Lula, governo trabalha na liberação do homem

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 30 de novembro de 2023 - 17:19
Michel mora em Israel há 45 anos e estava desparecido desde o início da guerra
Michel mora em Israel há 45 anos e estava desparecido desde o início da guerra -

A embaixada brasileira em Israel confirmou, nesta quinta-feira (30), que Michel Nisenbaum, brasileiro naturalizado israelense que está desaparecido desde o início de outubro, é um dos reféns mantidos pelo grupo terrorista Hamas na cidade de Gaza, ponto central nos conflitos entre Israel e Hamas.

A informação foi confirmada pelo "CNN Brasil". Acredita-se que Michel, de 59 anos, seja o único refém brasileiro no local. A informação foi confirmada à embaixada pelas autoridades israelenses. O brasileiro está desaparecido e sem contato com familiares desde o dia 7 de outubro, data em que se intensificaram os conflitos na Faixa de Gaza.


Leia também

➢ Ação da Força Nacional no RJ ainda não apreendeu drogas ou armas

➢ Google começa a desativar contas inativas a partir desta sexta-feira (1)


O filho de Michel é soldado do exército israelense, segundo relatos. O homem estaria indo até a base onde o filho estava para buscar sua neta, de 4 anos, quando foi sequestrado, apontam os relatos da família. Sua família teria tentado falar com ele por telefone às 7h20 e ouviu apenas gritos de “Hamas” e brados em árabes na ligação.

Em uma entrevista concedida durante sua passagem por Doha, no Catar, o presidente Lula (PT) afirmou que está negociando o resgate de um refém, sem citar o nome de Michel. "Ainda tem mais brasileiros lá. [Estamos trabalhando] na liberação de um refém, sabe, que ainda pode ser liberado por esses dias", disse o governante.

A irmã da vítima foi recebida na embaixada em Tel Aviv, na capital de Israel, nessa semana, segundo nota da embaixada.

“O embaixador Frederico Meyer garantiu a irmã da vítima que o Brasil está fazendo tudo ao seu alcance para ajudar na libertação do brasileiro e dos demais reféns. O Brasil mantém relações diplomáticas com todos os estados membros das Nações Unidas, é membro do BRICS, grupo de países que inclui Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, mantém relações diplomáticas com Israel e com a Autoridade Palestina, assim como com os moderadores do acordo: Catar e Egito”, explicou a nota.

Matérias Relacionadas