Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Estudante desmaia após briga com colega em escola pública do Rio

A briga ocorreu na Zona Norte da cidade, entre dois adolescentes de 13 e 14 anos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 24 de novembro de 2023 - 16:37
Estudante desmaiou após briga em área comum de um colégio no Rio
Estudante desmaiou após briga em área comum de um colégio no Rio -

Um estudante desmaiou após trocar socos com outro aluno dentro de uma escola pública da rede municipal do Rio de Janeiro. Imagens flagraram a briga, que aconteceu na última quarta-feira (22), e foram divulgadas em redes sociais.

Os meninos, de 13 e 14 anos, se agrediram com chutes e socos em uma área comum da escola. No vídeo que circula na internet, nenhum funcionário aparece para intervir na confusão.

Em um determinado momento, os dois alunos caem e continuam brigando até que um deles é imobilizado. O colega, então, se levanta e começa a dar pisões na cabeça do menino que está no chão. Neste momento, os estudantes, que acompanhavam a briga, tentam ajudar o garoto a levantar mas ele parece desacordado.


Leia também

Paraty sofre com falta de energia no segundo dia da Flip

Prefeitura de Maricá anuncia aumento de 15% no salário dos professores para 2024


O registro foi feito na Escola Municipal Cívico-militar Carioca, no bairro Rocha, localizado na Zona Norte da capital fluminense, que atende 560 alunos do 6º ao 9º ano. A diretoria pedagógica é da secretaria municipal de Educação, mas a gestão conta com o apoio de militares.

Segundo a pasta, o aluno agredido foi atendido na UPA do Engenho Novo, onde fez tomografia e foi liberado. Os estudantes que se envolveram na briga terão apoio psicológico.

Ainda de acordo com a secretaria, o diretor da escola pediu exoneração do cargo e um novo servidor irá ocupa-lo a partir desta sexta-feira (24). Uma sindicância foi instaurada para apurar o caso.

Em entrevista a CNN, o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, repudiou qualquer tipo de agressão dentro de escolas.

“Fiquei absolutamente consternado quando vi essa cena de violência, principalmente por ser em um ambiente escolar e entre crianças. Os dois alunos envolvidos terão atendimento psicológico e seus responsáveis serão convocados. (…) Escola é lugar de paz, de aprendizado, de acolhimento. E nós não vamos tolerar nenhuma forma de violência”, disse.

Matérias Relacionadas