Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,0475 | Euro R$ 5,3332
Search

Justiça condena Fluminense a pagar mais R$ 1,5 milhão ao atacante Pedro

Atacante do Flamengo ficou mais de oito meses parado após uma lesão sofrida no joelho enquanto atuava no tricolor carioca; clube não contratou seguro de acidentes de trabalho

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 22 de agosto de 2023 - 17:38
O seguro contratado à época pelo Fluminense para os jogadores não tinha cobertura para acidentes com afastamento temporário, como a lesão sofrida por Pedro
O seguro contratado à época pelo Fluminense para os jogadores não tinha cobertura para acidentes com afastamento temporário, como a lesão sofrida por Pedro -

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) reforçou a condenação do Fluminense em um processo movido pelo atacante Pedro, hoje jogador  do Flamengo. A Justiça constatou que o clube tricolor não contratou seguro para acidentes de trabalho e, com isso, terá que pagar uma indenização ao jogador no valor estimado em R$ 1,5 milhão.

O seguro contratado à época pelo Fluminense para os jogadores envolvia morte, auxílio funeral e invalidez permanente por acidente. Mas não tinha cobertura para acidentes com afastamento temporário, como a lesão sofrida por Pedro em 2018, quando o atacante passou por cirurgia após rompimento do ligamento do joelho direito.


Leia mais

Bandas de rock realizam evento beneficente em São Gonçalo

São Gonçalo tem estoque baixo de vacina contra covid-19 para crianças


O camisa nove ficou mais de oito meses longe dos gramados. Sua defesa alega que o clube teria que ter feito um seguro de saúde, assim como reembolsá-lo pelos custos da cirurgia. A defesa de Pedro também afirma que isso teria causado "angústia, sofrimento, aflição e insegurança" ao jogador.

O Fluminense pode recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho. Se isso não ocorrer, os valores a serem pagos pelo tricolor carioca serão discutidos quando a fase de execução da dívida chegar.

O clube já havia sido condenado a pagar pouco mais de R$ 1,1 milhão entre multas, férias pendentes e indenização por ocasião da saída de Pedro para a Fiorentina, em uma decisão em primeira instância ainda em 2021. O atacante também teve uma decisão a favor para receber pelo menos R$ 27 mil de indenização por danos morais.

Matérias Relacionadas