Itaboraí estuda aderir programa para beneficiar usuários do Bolsa Família

Gestantes também seriam beneficiadas

Enviado Direto da Redação
Sarah disse que objetivo é o bom desenvolvimento das crianças

Sarah disse que objetivo é o bom desenvolvimento das crianças

Foto: Divulgação

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Itaboraí, através do Ministério de Desenvolvimento Social, estuda a implantação do Programa Criança Feliz, que visa melhorar a qualidade de vida de crianças beneficiárias do Bolsa Família, de 0 a 3 anos de idade, mulheres grávidas e de pessoas em situação de acolhimento em virtude de medida protetiva.

No município, o programa está em primeira instância, onde são levantados os dados das famílias assistidas, suas prioridades, onde moram e outros dados relevantes para o programa. Segundo o Executivo, os próximos passos para a implementação da iniciativa na cidade serão publicadas nas próximas semanas.

O principal objetivo do Criança Feliz é promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância; apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento da criança e o cuidado permanente com o bebê em situação de vulnerabilidade da gestação até os três anos de idade.

“Queremos preparar e qualificar profissionais para que se tornem bons visitadores e entendam a proposta do programa para trabalhar com os pais das crianças todo o desenvolvimento. Não queremos ensinar as famílias a cuidarem de seus filhos, nem educar. Mas sim, mudarmos os olhares dos pais com relação ao próprio filho e auxiliar para que tenham um melhor desenvolvimento e que ele seja saudável”, explicou a psicóloga e coordenadora do Programa Criança Feliz, Sarah Carvalho.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Costa, as famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares, de acordo com as necessidades das mesmas. “É importante os cuidados e estímulos às crianças na primeira infância, que é o alicerce da vida adulta”, afirmou Roberto Costa.

Veja mais notícias:


Casa de Cultura de Itaboraí recebe mostra ‘Vida e Obra de Alberto Torres’

Vereador apresenta projeto de mobilidade para Marica

Novas regras da CLT valem para todos os contratos de trabalho

Veja também