Companhia aérea vende passagens do Rio para Buenos Aires por R$ 1

O preço final é de R$ 123

Enviado Direto da Redação
A empresa low cost recebeu permissão para atuar no Brasil desde julho

A empresa low cost recebeu permissão para atuar no Brasil desde julho

Foto: Divulgação

A FlyBondi, companhia aérea low cost (baixo custo) da Argentina, está vendendo passagens do Rio de Janeiro para Buenos Aires por R$ 1. Somado às taxas, o preço final é de R$ 123 o trecho. A promoção vale até o dia 11 de outubro, data em que a companhia começa a operar no Brasil com o seu primeiro voo.



Ao todo serão mais de 800 bilhetes ofertados em mais de 40 voos com partida entre outubro e novembro, com o limite de 20 lugares por avião. Além do baixo preço, o bilhete concede o direito de levar uma bagagem de dez quilos.



A Flybondi afirma que vende passagens com preço 30% a 40% menor que o praticado pelas companhias aéreas concorrentes. A low cost afirmou também que em 20 de dezembro vai estrear uma nova rota no país, saindo de Florianópolis em direção a Buenos Aires. A companhia já anunciou o preço médio dos voos no Brasil.



O trecho Buenos Aires - Rio de Janeiro vai sair por R$ 272 ou R$ 475 com taxas. Rio de Janeiro - Buenos Aires: R$ 269 ou R$ 410 com taxas. Buenos Aires - Florianópolis: R$ 206 ou R$ 399 com taxas. Florianópolis - Buenos Aires: R$ 206 ou R$ 342 com taxas.



Até o momento, as passagens só podem ser adquiridas no site argentino da companhia, que ainda não tem um domínio brasileiro, mas informa que em breve estará disponível e também diz que negocia com “um grande parceiro” de busca de passagens, mas não revelou o nome do portal de buscas.



Em julho, a empresa foi autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a operar no Brasil e também recebeu a permissão para voar da Argentina para 17 rotas no país, mas a empresa diz que vai avaliar cada oportunidade com cuidado. Por enquanto, a FlyBondi vai voar do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, ao de El Palomar, em Buenos Aires, três vezes por semana. Em dezembro e janeiro, alta temporada, a frequência sobe para quatro vezes.



A FlyBondi diz que consegue operar no esquema low cost por causa de duas estratégias: a primeira é oferecer 15% mais assentos que as concorrentes para o mesmo tipo de avião (todos da mesma classe) e a segunda tática é aumentar o tempo de utilização das aeronaves com otimização de processos. A empresa tem uma frota de 5 aviões, todos Boeing 737-800 NG, com 189 assentos em classe única.

Veja também