São Gonçalo ganha Centro Municipal de Castração de cães e gatos

Para realizar o agendamento da cirurgia, é preciso ser morador de São Gonçalo

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


No dia 27 de setembro, São Gonçalo irá ganhar o primeiro Centro Municipal de Castração de pequenos animais. Administrado pelo Departamento de Controle de Zoonoses e Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde, o equipamento irá realizar diariamente de 10 a 15 castrações de cães e gatos.


Com a inauguração do Centro, São Gonçalo se junta a outras grandes cidades, como Rio de Janeiro e Niterói, no grupo de metrópoles que disponibilizam esse serviço de forma gratuita.


"Estamos muito felizes com a inauguração de mais um espaço fundamental para a população. Esperamos que as pessoas tragam seus animais e ocupem esse espaço, utilizando os serviços que serão ofertados da melhor forma. É um ganho para a saúde pública na cidade!", afirmou Jefferson Antunes, secretário de Saúde . 


Localizado no bairro Amendoeira, o Centro é equipado com três containers interligados com recepção, vestiário, sala de pré-operatório, sala de esterilização, sala de antissepsia, sala de cirurgia, sala de pós-operatório, copa e banheiros. 


Para realizar o agendamento da cirurgia, é preciso ser morador de São Gonçalo e apresentar na ocasião identidade, CPF e comprovante de residência. 


A equipe da unidade será composta por quatro médicos veterinários cirurgiões, quatro médicos veterinários anestesistas e quatro auxiliares, além de serviços gerais e administrativo. O centro funcionará de segunda a sexta, das 8h às 12h, e na parte da tarde, das 13h às 17h. 


"Entendemos que a castração em massa é um dos meios para se reduzir o abandono. Com menos ninhadas indesejadas, menos abandono. O centro de castração também é importante porque permitirá que animais de tutores com menor condição financeira também usufruam deste serviço. Trabalhamos com a certeza de que o centro é só a semente de um grande projeto da cidade em prol do bem-estar animal!", disse Rodrigo Calcaterra, veterinário do Departamento de Controle de Zoonoses e Vigilância Sanitária.


Serão castrados animais a partir dos quatro meses até sete anos. No dia da cirurgia cada animal passará por uma série de exames como verificação de mucosa, tempo de preenchimento capilar (TPC), aferição de temperatura corporal, estado de carne, avaliação cardíaca, pulmonar e abdominal. 


"A importância de se ter um centro de castração municipal, além de controlar a população animal de rua, visa também controlar as principais zoonoses. Isso é um grande avanço no controle de prevenção de algumas doenças importantes para a saúde pública no município!", afirmou Márcio Barreiros Fernandes, coordenador da Vigilância Sanitária. 


O endereço é Rua Domingo da Costa, s/n, Amendoeira.

Veja também