Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3014 Euro up 5,5265
Search

Bolsa para alunos atletas da UFF

Programa Bolsa Atleta já beneficiou mais de 100 universitários

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de junho de 2019 - 12:10
Imagem ilustrativa da imagem Bolsa para alunos atletas da UFF

Educação e esporte são campos que, apesar de distintos, podem se relacionar de diversas formas. Uma das maneiras de a UFF promover este vínculo acontece a partir do programa “Bolsa Atleta”, que oferece uma bolsa no valor de R$ 400 para cada estudante selecionado. A iniciativa, criada em 2012, incentiva atletas universitários a representarem a instituição em competições esportivas nacionais nas mais diversas modalidades individuais, tais como: xadrez, natação, tênis de mesa, canoa havaiana, judô, taekwondo e jiu-jitsu.

Segundo a diretora de apoio acadêmico da UFF, Márcia Pinto, o projeto tem como objetivo não só divulgar positivamente o nome da universidade, como também apoiar os alunos em suas necessidades esportivas.

“Outro aspecto importantíssimo relacionado ao projeto é o impacto positivo no combate à evasão escolar. Sem esse tipo de iniciativa, muitos alunos acabam abandonando sua trajetória acadêmica. Desde sua criação, mais de 100 universitários já receberam o suporte financeiro da instituição”, destaca.

A seleção para a bolsa acontece anualmente e é organizada pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes). Para se inscrever, é preciso entregar os documentos requeridos pelo edital na reitoria da universidade. Este ano foram disponibilizadas 15 vagas. O processo de escolha dos inscritos se dá a partir da observação de seus desempenhos acadêmicos: é preciso manter o Coeficiente de Rendimento (CR) acima de seis e estar fazendo o número mínimo de disciplinas obrigatórias de seus respectivos cursos. Além disso, outro aspecto avaliado é o número de campeonatos que o estudante já participou e quantos ainda pretende disputar.

“Conciliar a vida acadêmica com o comprometimento esportivo é responsabilidade dos bolsistas; a universidade não exerce influência sobre o cotidiano dos estudantes”, explica a diretora. Ela acrescenta que o retorno exigido dos participantes é feito através de relatórios semestrais com informações das competições disputadas e o desempenho obtido.

Matérias Relacionadas