Exame de DNA: material genético de detentos está sendo coletado

Em outra ação haviam sido coletadas 31 amostras

Enviado Direto da Redação
Já foram coletados materiais de 221 detentos na última semana

Já foram coletados materiais de 221 detentos na última semana

Foto: Divulgação

O Instituto de Pesquisas e Perícias em Genética Forense do Departamento Geral de Polícia Técnico-Científica (IPPGF/DGPTC) esteve no presídio Evaristo de Moraes, nessa semana, para efetuar a coleta de material biológico para a realização de exame de DNA em 221 detentos condenados por crimes praticados, dolosamente, com violência de natureza grave contra pessoa, ou por qualquer crime hediondo, em atenção ao que determina a Lei nº 12.654, de 28 de maio de 2012. Anteriormente, haviam sido coletadas 31 amostras no Instituto Penal Edgard Costa.


A ação tem por objetivo alimentar os bancos de dados que compõem a Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, obedecendo as diretrizes estabelecidas pela Resolução nº 10, de 28 de fevereiro de 2019, do Ministério da Justiça e da Segurança Pública.

Veja também