Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro up 5,2474
Search

Conheças as mudanças nas linhas de ônibus de Niterói

Alterações na operação das linhas municipais começam a valer a partir do próximo sábado (28)

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de maio de 2022 - 11:18
Pacote de mudanças foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Modalidade
Pacote de mudanças foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Modalidade -

O novo esquema de operação das linhas de ônibus municipais de Niterói, anunciado pela Prefeitura em março, será implementado a partir do próximo sábado (28). O pacote de mudanças desenvolvido pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade extingue algumas linhas e cria outras, visando reduzir o tempo de espera dos passageiros nos pontos.

Em Pendotiba, será criada a linha 48SP (Rio do Ouro-Centro) que passará pela Praia de Icaraí e as linhas 52 (Baldeador-Charitas) e 54 (Sapê-Piratininga) passarão a circular apenas das 5h às 10 e das 16h às 20h.

A linha 57 não terá mais ponto final no Viradouro e com isso passa a ser circular, saindo do Terminal em direção a Fagundes Varela e retornando pela Miguel de Frias, com passagem pela Praia de Icaraí sentido Ingá no retorno ao Centro.

Na Região Ocêanica, a linha OC3, que passa pelo corredor da Transoceânica, terá seu trajeto alterado e não seguirá mais pela Roberto Silveira, virando na Ary Parreiras sentido Praia de Icaraí, na saída do Túnel Raul Veiga. Ademais, a quantidade de veículos nas linhas 38 (Itaipu-Centro) e 46 (Várzea das Moças-Centro) será reduzida gradativamente, a partir do dia 11 de junho.

Por fim, a linha 62-A (Caramujo-Charitas) será extinta e mais veículos passarão a operar nas linhas 26 (Caramujo-Centro) e 26-A (Morro do Céu-Centro), reduzindo o tempo de espera pelas conduções na Zona Norte do município.

Segundo o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, técnicos da pasta analisarão o impacto deste primeiro pacote de mudanças nas linhas municipais antes de implementar a próxima fase da operação, que deve incluir as linhas que saem do Barreto.

“Os primeiros 15 dias serão fundamentais para avaliarmos as mudanças. Encurtando percursos e deixando de fazer viagens mortas, onde os ônibus circulam vazios, a frequência com que os veículos passam nos pontos vai diminuir pela metade. Além disso, vai gerar um impacto na redução do lançamento de 90 toneladas de CO2 por ano. É como se plantássemos 650 árvores. Tem o aspecto social, com maior oferta a população; melhoria de mobilidade, que traz impacto econômico; e também o ganho ambiental”, sustentou o secretário.

A Prefeitura também deve implantar uma pista exclusiva para ônibus na Avenidae Sete de Setembro para dar maior fluides à circulação de coletivos e veículos particulares. Com isso, o estacionamento de carros entre as esquinas das ruas Nóbrega e Gavião Peixoto ficará proibido, a partir do dia 29. Também serão criadas duas baias para a parada de ônibus que saem de Piratininga, entre o DPO e a entrada de Camboinhas, na Avenida Almirante Tamandaré.

Matérias Relacionadas