Governo Federal estipula datas para pagamento do 13° de forma antecipada

Decreto precisa ser publicado até sexta-feira e terá injeção de 52,7 bilhões

Escrito por Redação 28/04/2021 13:26, atualizado em 28/04/2021 14:17
Ação faz parte das medidas para minimizar os impactos econômicos da pandemia
Ação faz parte das medidas para minimizar os impactos econômicos da pandemia . Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O Governo Federal atua na antecipação da primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em maio, e a segunda, em junho.

A decisão está preparada no Ministério da Economia e deve ser expedido até o fim da semana, na sexta-feira, com intuito de ter tempo para ser processado com a folha dos segurados.

De acordo com dados da equipe econômica, a ação injetará R$ 52,7 bilhões na economia, tendo em vista que serão 31 milhões de beneficiários.

Havia prognóstico de recebimento da primeira parte do 13° no pagamento de abril, que teve início nesta segunda (26). No entanto, com o atraso na negociação entre Congresso e Governo sobre o texto final do orçamento, não teve tempo hábil de incluir na folha do INSS.

Esta antecipação do 13° está contemplada nas medidas do governo para reduzir os impactos da pandemia na economia. No último ano, a primeira parcela foi recebida em abril e a segunda em maio.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas