Greve dos servidores do Detran permanece até a próxima segunda-feira

Movimento começou no último sábado (13)

Escrito por Redação 19/02/2021 16:40, atualizado em 19/02/2021 17:34
Servidores reunidos no protesto
Servidores reunidos no protesto . Foto: Divulgação/Sindetran RJ

A greve dos funcionários do Detran, que teve início no último sábado (13), deve ser mantida até a próxima segunda-feira (22). Na segunda, uma assembléia está marcada para decidir pela continuação ou não do movimento. Os principais motivos da paralisação estão voltados a melhores condições de trabalho nas unidades de atendimento e na sede.

A greve também é por conta dos salários congelados desde 2014, sem a progressão de carreira, e por uma reestruturação no plano de cargos e salários, de acordo com a diretoria do Sindicato dos Servidores do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Sindetran). Em relação aos servidores inativos, os grevistas exigem o aumento do auxílio-saúde e que os pagamentos sejam feitos no primeiro dia útil do mês.

A diretoria do Sindetran e alguns servidores se reuniram com representantes da Secretaria de Governo da Casa Civil, e as temáticas discutidas pelos grevistas foram colocadas em pauta.

O vice-presidente do Detran do Rio, Leonardo Moraes, foi chamado para comparecer na reunião na busca por alternativas nesse impasse entre o departamento e os servidores.

Em nota, o Detran respeitou o movimento dos servidores, mas ressaltou que os postos continuam funcionando.

“O Detran respeita o direito à greve, mas esclarece que parte dos serviços está mantida nos postos, já que o movimento é de servidores concursados. As empresas prestadoras de serviço e os comissionados não pararam.” comunicou o departamento.

Em relação ao funcionamento, o setor de identificação civil permanece ativo em 34 postos, emitindo primeira e segunda via dos documentos. O setor de habilitação funciona normalmente, com exceção dos exames práticos e teóricos. E a parte de veículos trabalha em normalidade, com redução apenas nos serviços que necessitam de vistoria, como transferência de município, de propriedade ou jurisdição. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas