Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5.3341 Euro down 5,4907
Search

Morre vítima de espancamento depois de festejar vitória de candidato

A vítima faleceu seis dias depois do ocorrido com uma parada cardíaca

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de novembro de 2020 - 18:20
Lázaro Teles Felinto, dentista, morreu após ser espancado com golpes na cabeça
Lázaro Teles Felinto, dentista, morreu após ser espancado com golpes na cabeça -

No último sábado (21), um dentista, identificado como Lázaro Teles Felinto, morreu seis dias depois de ser espancado no município de Jaguaruana, no Ceará. Após uma comemoração da reeleição do atual prefeito da cidade, a vítima teria sido agredida, e encaminhada para o Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza.

O jovem passou por cirurgia, mas teve uma parada cardíaca e não conseguiu resistir. De acordo com a amiga de Lárazo, a vítima estava com outros amigos, e três homem chegaram no local, e sem nenhuma explicação, o espancaram. Lárazo chegou a ficar inconsciente devido a chutes que recebeu dos agressores na cabeça.

Os suspeitos de cometerem o crime são os filhos de empresários da região. Conforme relatos de testemunhas, ‘Dudu do Pajé’ e ‘Wryah’ estavam perto do local onde o grupo se encontrava. A ex-namorada de um deles estava com o dentista, o que poderia ter os motivado a iniciar a agressão.

Segundo a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), os criminosos já foram identificados, contudo, os detalhes serão repassados em um momento oportuno para não prejudicar a investigação. As motivações do crime estão sendo investigadas.

Uma postagem de pesar foi feita pelo perfil oficial da prefeitura do município e foi solicitada aos moradores da região que cessem as bombas e os rojões. Lázaro trabalhava há dois anos no distrito Córrego Machado, em Jaguaruana, antes mesmo de exercer i ofício na cidade, o dentista também trabalhou em Brejo Santo.

No último sábado (21), moradores realizaram uma manifestação em homenagem à vítima, reunindo pessoas a pé e em motos, no mesmo local onde aconteceu a agressão. Pedidos de justiça foram solicitados, e os manifestantes usavam roupas brancas carregando balões da mesma cor. 

Matérias Relacionadas