Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Morador denúncia que policiais atiraram em seu carro em comunidade de Niterói

Os agentes teriam entrado na comunidade em um blindado pela madrugada

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de novembro de 2020 - 13:54
O morador se recusou a formalizar a denúncia por desacreditar de sua eficácia
O morador se recusou a formalizar a denúncia por desacreditar de sua eficácia -

Através da redes sociais, um morador de Niterói mostrou sua indignação diante das marcas deixadas pela PM em uma operação na comunidade do Caramujo na madrugada deste sábado (14), que resultou em tiroteio.

Segundo o relato do morador, pelo menos dois disparos atingiram seu carro, que estava estacionado em uma dos acessos a comunidade. "Graças a Deus ninguém se machucou, foi só o susto", contou o morador.

Através de um vídeo, amigos do dono do veículo o aconselharam a fazer uma denúncia no 12º BPM (Niterói), no entanto, este se recusou, por não acreditar na eficácia desse tipo de denúncia.

De acordo com outros relatos, os agentes passaram a circular com um veículo blindado na região cercada pela comunidade por volta das 00h15, apesar estarem proibidas as operações policiais em comunidades durante o período de pandemia.

Questionado, o tenente coronel Sylvio Guerra, comandante do 12º Batalhão de Niterói, confirmou que o blindado circulava pelo bairro, mas negou que os policiais estivessem realizando uma operação no local.

Por determinação do ministro Edson Fachin, do STF, em julho, todas as ações da PM em comunidades do Rio estão restritas, em razão da pandemia. Apenas em situações 'absolutamente excepcionais', com justificativa ao Ministério Público por escrito estão autorizadas a serem postas em prática.

Matérias Relacionadas