Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0741 Euro down 5,2058
Search

Desesperado, gonçalense pede ajuda para recuperar moto furtada na porta do trabalho

Eudes conseguiu imagens da câmera de segurança do local do roubo

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 13 de novembro de 2020 - 08:48
As câmeras de segurança do local mostram um homem arrastando a moto para longe do trabalho de Eudes
As câmeras de segurança do local mostram um homem arrastando a moto para longe do trabalho de Eudes -

Por Ana Carolina Moraes*

Em setembro deste ano, o Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP-RJ), divulgou que o número de roubos de veículos em São Gonçalo teve uma queda de 49,9% com relação ao mesmo período no ano passado. Mas, apesar da queda significativa, são muitos os casos de roubos diários na cidade. Quem já passou por esta situação sabe o quanto é dolorido perder um bem. 

Esse é o sentimento vivido  pelo  gonçalense Eudes Almeida Rosa, de 32 anos, o agente funerário teve sua moto roubada na última quarta-feira (11), na frente da empresa na qual trabalha, a Rio Pax, localizada no Centro de São Gonçalo.  A motocicleta, cuja placa é LLW 2393, no modelo Honda/CG 125 FAN KS, era o sonho de consumo da família, além disso, era o meio pelo qual a Eudes conseguia realizar suas compras de mercado e se mobilizar pelo município.

"Eu estava de plantão naquele dia no trabalho. Por volta das 11h40, eu me dirigi até o prédio do meu trabalho com a moto e, como sempre fazia, estacionei ela na frente do local. Quando deu 17h20, o horário que a rua fica mais deserta, eu fui, como sempre, pegar a moto e colocar ela dentro da garagem do trabalho. Chegando lá, a motocicleta já não estava mais", disse o agente funerário.

A moto era o sonho de consumo da família de Eudes
A moto era o sonho de consumo da família de Eudes |  Foto: Arquivo pessoal
 

Eudes disse que, no dia seguinte ao roubo, solicitou as câmeras de segurança do local e conseguiu ver um homem levando sua moto arrastada. Ele ainda não conseguiu identificar quem é o suspeito, mas busca por respostas.

As câmeras de segurança do local mostram um homem arrastando a moto para longe do trabalho de Eudes
As câmeras de segurança do local mostram um homem arrastando a moto para longe do trabalho de Eudes |  Foto: Arquivo pessoal
 

"Essa moto me faz falta. Ela era simples, pequena, mas era ela quem me ajudava a ir até o meu trabalho. Ela que me possibilitava fazer as compras aqui de casa. Através dela que eu levava meu filho de 7 anos para o futebol", disse Eudes que comprou a moto de um amigo há um mês. 

O caso foi registrado na 72ª DP (Mutuá). Para quem tiver qualquer qualquer pista que possa ajudar Eudes e sua família, basta ligar para o número (21) 98957-8761. 

Suspeito estava com roupa social e aparentava ter entre 45 e 50 anos.
Suspeito estava com roupa social e aparentava ter entre 45 e 50 anos. |  Foto: Divulgação
 

*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas 

Matérias Relacionadas