Morre travesti após ser queimada viva em São Paulo

Ester Vogue morreu três dias antes de completar 34 anos

Escrito por Redação 12/11/2020 20:57, atualizado em 12/11/2020 21:56
Ester teve 80% do seu corpo queimado e não resistiu aos ferimentos
Ester teve 80% do seu corpo queimado e não resistiu aos ferimentos . Foto: Reprodução/Internet

No último domingo (08), a travesti Ester Vogue havia sido queimada viva, chegando a ser internada após o crime, com 80% do corpo queimado. Nesta quarta-feira (12), sua morte foi confirmada por não resistir aos graves ferimentos.

 

Ester se encontrava em situação de rua e estava em transição para a mudança de sexo. A informação da morte foi divulgada pela Casa Neon Cunha, que presta serviços para a população LGBTQIA+ da região. Foi informado que a Polícia Civil de São Paulo (PCSP) investiga o crime, com uma suspeita de uma discussão entre Ester e uma mulher, ainda não identificada, que teria roubado a vítima e seus amigos.

 

A entidade se pronunciou dizendo: Clamamos por justiça para Ester e estaremos vigilantes para que as investigações ocorram e que os culpados por esta barbárie sejam identificados e que paguem pelo que fizeram. Mais uma de nós foi vitimada e não descansaremos”.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas