Mulher portadora de HIV é estuprada por 12, sem camisinhas, em São Paulo

Nenhum dos acusados foi identificado ou preso até o momento

Enviado Direto da Redação
Polícia Civil está investigando o caso do estupro coletivo

Polícia Civil está investigando o caso do estupro coletivo

Foto: Divulgação

Uma mulher, de 30 anos, que trabalha fazendo programas, foi atacada e  estuprada por 12 'homens' na madrugada do último sábado (24), em Itatiba, na Região Metropolitana de Campinas, em São Paulo.  Ao ser socorrida, ela revelou que é portadora do vírus HIV, causador da AIDS, e que apesar do estado de choque, não lembra dos seus violentadores terem usado preservativos.


Segundo relato da vítima à Guarda Municipal, o grupo teria a abordado na rua e a levado para um matagal na Avenida Maria Scavone Salvador, no Jardim São Luiz II, onde foi abusada sexualmente. Ninguém foi preso.


Ela foi socorrida para a Santa Casa da cidade, onde recebeu os devidos cuidados. Após realizar os exames necessários, a vítima foi levada para a delegacia central para prestar depoimento.


Até o momento nenhum dos acusados foi identificado ou preso.

Veja também