Milícias no Rio cobram taxas até de malabaristas de sinal

Chefe da Polícia Civil muda critérios de pontuação por produtividade da corporação

Enviado Direto da Redação
Secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski

Secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski

Foto: Divulgação

Um levantamento recente da Polícia Civil, impressionou até o chefe da corporação, Alan Turnowski. Segundo dados, o crescimento de grupos milicianos da cidade, tem prejudicado até as classes mais desfavorecidas da sociedade. 


De acordo com a Delegacia de Repressão ao Crime organizado (Draco), foram apontados casos de meninos que fazem malabarismo no sinal de trânsito e moradores de rua que dormem em portas de agências bancárias, forçados a pagar contribuição a milicianos.


Diante desta situação, Turnowski  decidiu modificar os critérios da pontuação por produtividade da corporação que deverão começar a valer em novembro. 


O combate as milícias foi jogado para o alto da tabela. Em primeiro lugar das medidas, continuará a lavagem de dinheiro, com uma pontuação reduzida. Logo em seguida estão : organizações criminosas de milícias e homicídios. Resolver assassinato feito por um miliciano vai contar mais pontos .  

Veja também