Polícia 'caça' assassino do compadre de Jojo Todynho

Técnico de telefonia foi assassinado em Senador Camará

Enviado Direto da Redação

O Portal dos Procurados divulga neste domingo, dia 27/09, cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital – DH/Capital – com informações que possam levar a identificação e prisão dos envolvidos na morte do técnico em telefonia Bruno Aurélio Siqueira Brito da Silva, de 37 anos.


Ele foi encontrado morto por Policiais militares do 14º BPM (Bangu) no bairro de Senador Camará, na Zona Oeste do Rio, na última sexta-feira, dia 25. Ele era um grande amigo da cantora de Funk Jojo Todynho e a cantora era madrinha de um dos seus quatro filhos.

Cantora era madrinha de um dos seus quatro filhos
Cantora era madrinha de um dos seus quatro filhos | Foto: Divulgação


De acordo com informações que chegaram aos familiares, Bruno teria saído dessa festa na companhia de uma pessoa. Sabe-se ainda que, em um determinado momento, alguém usando o celular de Bruno teria tirado uma foto dele e postado em um dos grupos de Bruno, dizendo para que alguém fosse buscar ele. No entanto, a família soube que um carro preto teria tirado a vítima do porta-malas do carro, jogado ainda com vida na frente de uma lanchonete e depois atirado nele.  


A Delegacia de Homicídios da Capital assumiu o caso e, agentes da especializada buscam informações e câmeras de segurança na região, que possam ajudar na identificação da autoria do crime.


Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação dos envolvidos, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177 , ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados. A partir de agora as denúncias também podem ser feitas pelo site dos Procurados (www.procurados.org.br), na parte superior do site – Denuncie -. Em todos os casos, o anonimato é garantido.


Todas as informações sobre o caso serão encaminhadas para DH/Capital que está encarregada do caso.

Veja também