Bailes e barricadas impedem livre circulação de moradores em Maria Paula

PM diz que não registrou ocorrência no local

Escrito por Redação 25/08/2020 18:02, atualizado em 24/08/2020 09:51
Barricadas foram colocadas próximo a um posto de saúde da região
Barricadas foram colocadas próximo a um posto de saúde da região . Foto: Divulgação

Parece matéria repetida, mas não é. Embora não seja segredo para ninguém, os traficantes seguem realizando bailes irregulares em diversas comunidades de São Gonçalo. Mas, se antes os moradores não conseguiam dormir, atualmente não conseguem sair para trabalhar nem ter atendimento público de saúde, ao menos no Campo Novo, em Maria Paula, onde o baile segue até de manhã e impede que moradores passem com seus veículos para trabalhar. Os médico e enfermeiros que tentaram chegar no posto de saúde da comunidade na manhã desta segunda-feira (24), também não estão  conseguindo passar pelos homens armados e drogados e, segundo moradores, os profissionais estão voltando para casa. 

"Aqui, agora mesmo, tem dezenas de traficantes. Eles aterrorizam os moradores e quem precisar chegar. Os médicos mesmo, chegaram e estão voltando. Não tem como encarar pessoas armadas", desabafou um morador, que teve o nome preservado para evitar represália de criminosos do local. 

Além dos bailes, que começam aos domingos e seguem até o meio da manhã do dia seguinte, os moradores também vivem cercados de barricadas e de imposições de traficantes que estão dominando o local. 

Porém, se a dificuldade de acessar o posto de Saúde Doutel de Andrade, é novidade, as barricadas e regras são assuntos antigos. 

Em 2018, o OSG começou a noticiar a instalação das barreiras do tráfico na região. Apesar da divulgação e dos pedidos de ajuda à polícia, os moradores seguem do mesmo jeito. "A gente agradece a imprensa que é quem da voz a gente. Mas as barricadas ainda estão aqui. Nunca vieram tirar. Os bailes acontecem e a polícia não faz nada", lamentou o morador. 

Em nota, a Polícia Militar informou que: "não houve ocorrência a cargo do 7ºBPM (São Gonçalo) no local e data citados. Cabe informar que, além das medidas a serem cumpridas tendo em vista a decisão do Supremo Tribunal Federal atualmente vigente, as ações policiais necessitam de mobilização de efetivo e planejamento prévio visando resguardar a vida de policiais militares, moradores e demais pessoas que circulam na região". 

Procurada para falar sobre o funcionamento do posto de saúde, a Prefeitura de São Gonçalo ainda não respondeu.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas