PM youtuber Gabriel Monteiro se envolve em confusão com transexual na Lapa; veja vídeos

Policial teria forjado um assalto para comprovar a importância da Polícia Militar

Enviado Direto da Redação

Foto: Reprodução

O policial militar e youtuber Gabriel Monteiro foi acusado, nesta sexta-feira (31), de forjar um assalto falso durante uma gravação e ser transfóbico com uma entrevistada na Lapa, no Rio de Janeiro. 


De acordo com a proprietária do perfil @bixadolimbo, o youtuber a teria chamado para fazer um entrevista sobre o fim da Polícia Militar. Durante a abordagem, a vítima contou que não reconheceu o policial militar, que forjou um assalto com a ajuda de seus amigos e pediu que a entrevistada chamasse a Polícia Militar. 


"Era um grupo de pessoas pedindo uma entrevista sobre o fim da Polícia Militar, perguntou minha identidade de gênero, falei que era feminina e depois que rolou a “simulação” de assalto ele começou a me chamar de homem e falando que me *** porque fiquei defendendo o fim da polícia", disse em seu Twitter.


De acordo com a vítima, o principal objetivo do youtuber era fazer com que as pessoas aceitassem que sempre que necessitam acabam recorrendo a ajuda da Polícia Militar. 


Após o fato, a entrevistada, que é transexual, teria se sentido ofendida e pediu para que Gabriel Monteiro apagasse o vídeo, algo negado pelo youtuber. 


"Comecei a gravar e falei que aquilo era crime e ele começou a me chamar de senhor e ser transfóbico", concluiu a entrevistada.


Veja também