Tragédia em Icaraí: polícia trabalha com a linha de feminicidio seguido de suicídio

O corpo da mulher caiu dentro da piscina no prédio

Enviado Direto da Redação
O corpo da mulher caiu dentro da piscina no prédio

O corpo da mulher caiu dentro da piscina no prédio

Foto: Divulgação

A Divisão e Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), instaurou  inquérito para apurar as circunstâncias da morte do casal,encontrado morto na madrugada desta sexta-feira (26), em um prédio na Rua Álvares de Azevedo, em Icaraí, Niterói. Eles teriam caído de um apartamento no 12º andar, segundo moradores. As vítimas foram identificadas como Rosangela Pinto, 52 anos e Elias Silva, de 54 anos. 


De acordo com a especializada, até o momento a principal linha de investigação é de feminicídio seguido de suicídio. No entanto, a polícia diz que nenhuma hipótese é descartada Durante a madrugada foi realizada uma perícia no local e testemunhas estão sendo ouvidas para ajudar a esclarecer o caso. 


Segundo informações, o casal estava sozinho no momento da queda. Moradores relataram, que passava das 0h, quando escutaram o barulho do estrondo e chamaram a polícia. Antes disso, algumas pessoas teriam ouvido uma discussão, que aconteceu momentos antes no apartamento do casal. 


Uma moradora contou que ouviu gritos de uma mulher, ao ir a janela, viu um casal brigando na varanda do apartamento. Ainda segundo a testemunha, o homem teria levado a vítima para a varanda desmaiada e a jogou lá de cima. Em seguida, ele se jogou com a intenção de se matar.


O corpo da mulher caiu dentro da piscina no prédio. Já o do homem caiu em cima do telhado do Hortifruti, que fica na esquina das Ruas Moreira César e Álvares de Azevedo.


Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, e o laudo do exame de necropsia pode apontar  as causas das mortes. 


A polícia confirmou que o casal deixa filhos de relacionamentos anteriores. 

Veja também