Polícia realiza ação conjunta em busca de arma usada no crime da vereadora Marielle

Armamento, no entanto, não foi localizado

Enviado Direto da Redação
Armamento não foi localizado

Armamento não foi localizado

Foto: Reprodução

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), em ação conjunta com o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizou, na manhã desta quarta-feira (12), uma operação para cumprimento de um mandado de busca e apreensão em um condomínio em Jacarepaguá, Zona Oeste. A ação teve como objetivo checar informações da possível localização da arma usada no homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

De acordo com a unidade, mergulhadores da CORE inspecionaram 27 cisternas do local, mas a arma não foi encontrada. Durante a ação, os policias apreenderam munições, carregador de pistola e um carro de luxo para verificação. Foi instaurado um procedimento para apurar a propriedade do material e o carro será periciado.

Veja também