Disque Denúncia faz balanço do Programa Desaparecidos em 2019

De janeiro a dezembro, 116 famílias encontraram seus parentes desaparecidos

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


Durante o ano de 2019, o programa Desaparecidos cadastrou 208 casos de desparecimento e recebeu 314 denúncias sobre pessoas desaparecidas. Casos que não se limitaram ao Estado do Rio; foram atendidas demandas de São Paulo, Alagoas, Pará, Pernambuco, Goiás e Acre.


Com a confecção e divulgação dos cartazes – com foto e informações do desparecido - na imprensa e mídias sociais, o programa ajudou 116 famílias a reencontrar seus entes.


Dentre os casos solucionados, um de grande repercussão foi o caso do desparecimento de Anderson Paula Machado, de 37 anos. Morador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense do Rio, Anderson estava desparecido há 5 anos.


O serviço recebeu uma informação pelo WhatsApp do Programa Desaparecidos (21. 98849 - 6254) informando que Anderson vivia em situação de Rua na Cidade de Angra dos Reis.


Três dias após o recebimento das informações, foi possível localizar a mãe do Anderson que, ao saber da atual situação do filho, foi até Angra dos Reis e conseguiu encontrá-lo internado no hospital Geral da Japuíba (HGJ). A felicidade deste importante reencontrando, após 5 anos de angústia e espera, foi ainda maior e completa por ter acontecido, exatamente, no dia do aniversário do Anderson.



Para reforçar a importância do serviço prestado pelo Programa Desaparecidos, destaque também para o caso do desaparecido Francisco Xavier Rodrigues de Lima, de 31 anos, morador do bairro Caju, Rio de Janeiro. Ele foi encontrado em São Paulo, após uma assistente social, através da divulgação do cartaz, identificando que Francisco Xavier era um dos pacientes da UPA Atalaia, na cidade de Cotia, em São Paulo.

Veja também