Traficante 3N grava novo áudio e ameaça rivais do Comando Vermelho; ouça

Criminoso ligado ao TCP fez desabafo em tom religioso

Escrito por Redação 11/11/2019 08:57, atualizado em 11/11/2019 09:57
A Polícia Civil acredita que o principal objetivo do traficante é retomar o controle do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro.
A Polícia Civil acredita que o principal objetivo do traficante é retomar o controle do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro. . Foto: Reprodução


Por Alan Emiliano


Em meio a constantes conflitos entre facções rivais pelo controle do tráfico de drogas de comunidades de São Gonçalo, o traficante Thomas Jayson Gomes Vieira, o 3N, gravou um novo áudio e fez ameaças as rivais do Comando Vermelho (CV), que buscam vingar a morte de Schumaker Antonácio do Rosário, o Piloto, assassinado pelo líder do TCP em São Gonçalo, em abril deste ano. 


"Não falaram que iam me matar, cortar a minha cabeça, to aqui pô.. To aqui no miolo de Monjolos.. Cansaram de ir lá no Salgueiro me pedir maconha fiado, cadê vocês? Não vou deixar montar boca de fumo aqui no Alecrim, cadê vocês? Se tiver, vou acabar com tudo.. To dando dinheiro para uma porrada de morador aqui, tão passando fome? Cadê vocês que tão roncando que vão matar (sic)", diz uma parte do áudio divulgado neste fim de semana nas redes sociais. 


Em algumas partes do áudio, o traficante faz diversas menções ao mundo religioso e relata já ter passado por diversas provações em sua vida. 


"Eu sou soldado de Jericó, sou soldado de Jacó, de Abraão, de Moisés.. Como Deus fez Josué abrir o Jordão, vai fazer abrir pra mim, tá maluco? Nenhum escolhido de Deus morre assim não.. Sei que Deus vai me colocar em um lugar que mereço, correto? Por mais que eu possa morrer, possa ir preso. Pode juntar todo mundo, quem é homem sabe o que eu vivi, sabe a covardia que eu sofri.. Eu não to vivo não é por causa do meu fuzil ou da minha pistola, é por causa de Deus (sic)", diz a parte religiosa do áudio. 


3N afirmou, durante o áudio, que está sem falar com a sua família há sete meses - período em que ele saiu do Salgueiro após a morte do Piloto - e que a guerra dele é com Antônio Ilário Ferreira, o Rabicó.


"Que papo é esse de mandar a minha família se f*.. Eles não tem nada a ver com isso, eu respeito a família de todos os presos, sei que eles não tem nada a ver com isso. Sei onde mora a família do Coroa na Paraíba, no Salgueiro.. Nunca vou maltratar.. Minha guerra é com o Rabicó, que tentou me matar. Eu coloquei só com roubo mais de 3 milhão no bolso dele, paguei mais de 2 milhão em dívida dele. Pode juntar coroa, pode vir quem quiser (sic)", conclui o traficante. 


Morte de Schumaker teria sido o estopim para a nova guerra do tráfico - Após a morte de Piloto, em abril deste ano, e a iminente saída de 3N do Comando Vermelho, uma nova guerra pelo controle do tráfico de drogas de São Gonçalo era esperada pela polícia desde então. 


3N deixou o Complexo do Salgueiro após matar F1 e mais três ‘seguranças’ dele, na localidade de Itaóca, no Salgueiro. As mortes, segundo investigações da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) teriam ocorrido pelo fato de Piloto, líder do CV no Jardim Catarina, ter se recusado a acompanhar 3N na mudança de facção.


A Polícia Civil acredita que o principal objetivo do traficante é retomar o controle do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro.


COMUNICADO - Áudio abaixo contém palavrões.


| Autor: Reprodução


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas