Queridinho dos frequentadores, 'Baile da Venezuela' em Santa Luzia está na mira da PM

Evento é promovido através de uma rede social

Enviado Direto da Redação


Para muitos a Venezuela é conhecida como um país da costa norte da América do Sul, mas em São Gonçalo a 'Venezuela' é hoje o maior baile funk promovido com apoio do tráfico de drogas no bairro de Santa Luzia.

Desde junho do ano passado, O SÃO GONÇALO vem publicando uma série de reportagens mostrando a ascensão de bailes funks na região. Na ocasião, moradores relatavam que os eventos não tinham hora para acabar e que a falta de policiamento no local era algo recorrente.

Na época, o 'Pistão da Brad Pitt', realizado no Jardim Bom Retiro, era o 'queridinho' dos gonçalenses, mas com as constantes operações policiais no local, o baile foi perdendo sua preferência dando lugar ao Baile do 'Xerecão’, próximo à comunidade da Conga, em Marambaia. Agora, é a vez do 'Baile da Venezuela' se tornar o preferido e receber um grande público aos finais de semana.

Mas nem mesmo as constantes operações das Forças de Segurança inibem a ação de criminosos que continuam promovendo sem autorização bailes de funk e pagode no interior das comunidades. Esses eventos atraem milhares de pessoas e coloca São Gonçalo em uma das principais ‘rotas turísticas’ com a promoção do tráfico de drogas.

Em uma página do Facebook feita para promover o 'Baile da Venezuela', os produtores do evento apresentam o  evento com podcast (arquivo digital de áudio transmitido através da internet), agenda de shows e a oferta de bebidas liberadas para mulheres.

No último sábado (2), o baile em Santa Luzia foi cancelado por conta de uma ação da PM, e os organizadores manifestaram sua insatisfação em rede social.

“Sim o baile foi cancelado para tristeza de todos mais (sic) nos ta cheio tá cheio de ódio de PLC”. Em outra postagem eles informaram: “Mais vale a segurança de todos do que uma noite de perigo confirmado. Sábado que vem nos tá (sic) de volta”.

Moradores do local que entraram em contato com O SÃO GONÇALO contaram que além das drogas muitas mulheres recebem dinheiro para se prostituirem no local.

“Eles oferecem R$ 500 para as mulheres que dançarem peladas. Como muitas garotas já estão bêbadas, porque para elas a bebida é  liberada, elas acabam aceitando. Dá pena de ver muitas meninas novinhas se sujeitando a essa situação. Infelizmente, nos estamos a mercê dos traficantes”, disse um morador.

Outro agradeceu a intervenção da polícia e pediu apoio para as próximas semanas.

“Peço pelo amor de Deus que a polícia venha aqui mais vezes. Na semana passada, ficamos aliviados com a presença deles. Estamos confiantes que essa gestão do batalhão de São Gonçalo (7º BPM), vai acabar com o nosso sofrimento”, relatou.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, o comando do 7ºBPM (São Gonçalo) realiza ações para coibir eventos não autorizados na região. Tais ações são planejadas a partir de denúncias vindas da população ou através de dados levantados pelo Setor de Inteligência. Nossa Central 190 e o Disque Denúncia - tel. (21) 2253-1177 - seguem à disposição em tempo integral.

Rota – Além de Santa Luzia outros bailes também atraem um grande público. A rota dos bailes em São Gonçalo começa na quinta-feira e só termina no domingo. Entre os bailes mais conhecidos estão  Baile da 13, no Salgueiro ; o da Anailândia, no Anaia; Baile do Menino de Deus, no Rocha e o Pistão da Bred Pit, no Brejal. Nestas festas, a música tem quase sempre apologia ao tráfico. Os jovens são atraídos, principalmente as mulheres, pela oferta de bebidas grátis durante todo o evento.

Recordando – Em novembro do ano passado, sete pessoas foram mortas durante operação da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) com Forças de Segurança. De acordo com os moradores, o confronto teria ocorrido durante o baile funk realizado toda sexta-feira na comunidade do Salgueiro.

Uma outra ação, no dia 29 de junho, realizada pela PM, acabou levando à morte, o chefe do tráfico de drogas da Comunidade do Brejal, no Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo. Dany Alexandre Oliveira Pereira, o Pai, de 44 anos, foi morto durante operação policial pouco antes de acontecer o mais famoso baile da comunidade.

A comunidade do Brejal é uma das que mais tem se destacado neste tipo de produção e reúne três eventos que acontecem de sexta a domingo – Pistão da Bred Pit, Baile da Conga e Baile do Morrão (Dubai), localizado atrás de um motel às margens da RJ-104 (Rodovia Amaral Peixoto).

Veja: Baile funk no Jardim Bom Retiro vira ‘queridinho’ e atormenta moradores

Baile 'Pistão da Brad Pitt' completa 1 ano hoje no Bom Retiro

Veja também