Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Morador é assassinado por 'tribunal do tráfico' no Jardim Catarina

Crime aconteceu na madrugada deste sábado (26)

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 27 de outubro de 2019 - 12:23
Vítima tinha 48 anos e trabalhava em uma oficina em Icaraí, na Zona Sul de Niterói
Vítima tinha 48 anos e trabalhava em uma oficina em Icaraí, na Zona Sul de Niterói -

Um homem, identificado como Paulo Roberto Mozart, de 48 anos, foi assassinado a tiros, na madrugada deste sábado (26), por traficantes do Comando Vermelho após uma discussão em um bar do Jardim Catarina, em São Gonçalo. 

De acordo com testemunhas, a vítima estava acompanhado de um amigo em um bar no interior do Jardim Catarina, quando teve uma discussão com um frequentador do estabelecimento. Diante da discussão, ele teria pago a sua conta e ido para a sua residência, localizada na Avenida Padre Vieira, uma das principais vias do bairro. O outro cliente, que teria discutido com Paulo, teria ido ao encontro de traficantes do Comando Vermelho e, com o apoio deles, foi até a casa da vítima. 

A polícia investiga a informação de que os traficantes chamaram Paulo no portão e que durante a conversa, ele teria afirmado que se fosse para apanhar dos marginais, preferia morrer. Após isso, os traficantes teria feito sete disparos, que atingiram a vítima, que chegou a ser socorrida para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), onde chegou morto.

Paulo Roberto, que trabalhava em uma oficina na Avenida Sete de Setembro, em Icaraí, era uma pessoa bastante querida na região e era visto como uma pessoa tranquila e trabalhadora. 

"O Paulo era um rapaz querido por todos daqui da Avenida Sete. Trabalhava há muito tempo aqui e acabamos criando um laço com ele. Um rapaz trabalhador e que nunca fez mal a ninguém. Todos que recebem a notícia, ficam extremamente abalados, ainda mais da forma que foi, né?! Muito triste! Esperamos que a justiça seja feita", disse um amigo da vítima. 

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), que busca informações sobre a a autoria do crime.

Matérias Relacionadas