Policial discute com a mulher, atira contra ela e acaba preso em São Gonçalo

PM disparou cinco vezes na vítima

Enviado Direto da Redação
Acusado é um soldado da Polícia Militar

Acusado é um soldado da Polícia Militar

Foto: Reprodução

Por Thuany Dossares

O soldado da Polícia Militar Gabriel de Oliveira Martins, de 29 anos, foi preso em flagrante, na noite de terça-feira (02), após atirar cinco vezes contra sua companheira durante uma discussão, em Santa Catarina. Após cometer o crime, o agente ainda socorreu a vítima, mas depois tentou fugir.

A briga se iniciou após Nathalia Gomes da Silveira, 29, descobrir uma traição do marido. Durante a discussão, na casa do casal, na Travessa Umbelina, a mulher teria dito que ligaria para o pai ir buscá-la. Inconformado, o soldado disparou cinco tiros de sua pistola calibre 45 contra a esposa, que foi atingida no abdômen e nos braços.

Após cometer o crime, Gabriel ainda colocou Nathalia no próprio carro, um Toyota Hilux prata, e a levou para o Pronto Socorro São Gonçalo, no Zé Garoto, por volta das 21h55. Após, prestar o socorro, o militar fugiu da unidade de saúde.

Após serem informados sobre o caso, PMs do 7ºBPM (São Gonçalo), mesma unidade onde o suspeito é lotado, foram até o hospital e, em seguida, iniciaram as buscas pelo colega de farda. Gabriel foi encontrado dentro de seu carro numa rua próxima do Pronto Socorro São Gonçalo.

Ele foi levado até a 73ªDP (Neves), onde foi autuado em flagrante por feminicídio tentado. A arma do policial estava registrada, mas foi apreendida. Gabriel já foi transferido para o Batalhão Especial Prisional (BEP), no Fonseca, em Niterói.

Veja também