Celular do pastor Anderson foi usado horas após a morte, diz a polícia

Aparelho teria sido usado no domingo (16)

Escrito por Redação 26/06/2019 16:47, atualizado em 26/06/2019 16:35
Aparelho teria sido usado no domingo (16)
Aparelho teria sido usado no domingo (16) . Foto: Reprodução

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) descobriram, nesta quarta-feira (26), que o celular do pastor Anderson, marido da deputada federal Flordelis (PSD), foi utilizado horas após o crime, acontecido na madrugada do último dia 16, dentro da casa em que o casal morava, no bairro Pendotiba, em Niterói. O aparelho do marido da parlamentar ainda não foi encontrado pela polícia.

Segundo a polícia, as mensagens foram enviadas no período entre 9h e 10h do dia do crime e teriam sido enviadas por um filho do pastor, de acordo com o teor das mensagens.

"Aqui é um dos filhos do pastor Anderson. Orem por nós, infelizmente as notícias são verdades (sic)", diz a mensagem enviada a um grupo de amigos da família.

O conteúdo da mensagem foi descoberto através da apreensão de 20 celulares de filhos da parlamentar, que passarão por uma perícia de agentes da DH, especializada responsável pelo caso.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas