Lei que prevê 'botão de pânico' em escolas do Rio é publicada

Secretaria Estadual de Educação tem planos de implantar sistema em 200 escolas

Enviado Direto da Redação
A medida foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial

A medida foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial

Foto: Divulgação


As escolas estaduais do Rio vão ganhar um "botão de pânico", um aplicativo que, quando acionado, transmitirá imagem e som para uma central policial. A medida foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial, nesta segunda-feira (24). 


A proposta é da deputada Rosane Félix (PSD) e estabelece que o dispositivo eletrônico fique ligado ao batalhão da Polícia Militar mais próximo da unidade de ensino. Em caso de perigo, servidores vinculados à secretaria ou à direção poderão acionar o aparelho, assim, uma equipe policial irá ao local.


"Essa sanção mostra o quanto o governador está sensível à necessidade se reforçar a política de segurança nas escolas. Tivemos momentos difíceis de violência em unidades de ensino. Meu objetivo, com o projeto, é proporcionar um ambiente mais tranquilo aos alunos, professores e funcionários", afirmou Rosane Félix.


De acordo com o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes, o sistema será implantado em cerca de 200 escolas no segundo semestre deste ano. O botão seria acionado em situações de violência dentro ou no entorno das escolas, seja contra alunos ou professores, por parte de pessoas dos colégios ou de fora.

Veja também