Site 'Lei Seca Maricá' completa nove anos sem informações sobre morte de seu fundador

Missa de sétimo dia será celebrada nesta terça-feira (25)

Enviado Direto da Redação
Romário Barros foi assassinado a tiros na última terça-feira (28)

Romário Barros foi assassinado a tiros na última terça-feira (28)

Foto: Divulgação


O portal de notícias Lei Seca Maricá completa, nesta segunda-feira (24), nove anos de existência sem informações sobre a morte de seu fundador Romário Barros, de 31 anos, assassinado a tiros, na última terça-feira (18), no bairro Araçatiba, em Maricá. 


"Hoje era para ser um dia de festa, a comemoração de 9 anos do LSM. Estaríamos nos reunindo na casa dele, confraternizando mais um ano juntos. Seria mais um dia de descontração, zoação, brincadeiras e muitos risos. Maricá não perdeu um simples cidadão, perdeu o Romário, o cara que mantinha a cidade informada com a sua forma singular de transmitir. Você batalhou tanto meu amigo, 8 anos de esforço para tornar o LSM uma referência no município", diz uma publicação em uma rede social.


Na manhã desta terça-feira (25), às 8h, será celebrada a missa de sétimo dia do empresário, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, no Centro, em Maricá. 


A Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) investiga o caso e busca informações sobre a autoria e a motivação do crime, já que conta com imagens de segurança do local que mostram um homem saindo de um veículo estacionado próximo ao carro de Romário e realizando os disparos. 

Veja também