Mãe do jogador Thalles lamenta morte do filho: "Pior dor que já senti na vida"

Velório do jogador aconteceu, domingo, às 14h, em Vista Alegre

Enviado Direto da Redação
Velório do jogador aconteceu, domingo, às 14h, em Vista Alegre

Velório do jogador aconteceu, domingo, às 14h, em Vista Alegre

Foto: Divulgação

“Eu não tô acreditando, meu filho era tão querido, tão amado, e se foi na melhor fase da carreira dele. É pior dor que eu já senti na minha vida”. A frase é de Guiomar Barbosa, mãe do atacante Thalles Lima da Conceição Penha, de 25 anos, morto em grave acidente envolvendo duas motos, na manhã de ontem, na Avenida Almirante Pena Boto, no bairro Monjolos, em São Gonçalo. Além do jogador, revelado pelo Vasco da Gama, o jovem Yuri Sergio Luparelli, de 25 anos, também morreu na colisão. Outras três pessoas ficaram feridas no acidente e foram levadas para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, na mesma cidade.


“Meu filho sempre foi um rapaz bom de coração, alegre, que gostava de sair com os amigos como qualquer cidadão faz. Infelizmente, perdi um filho e um grande amigo. A dor é muito grande, mas temos que deixar o tempo transformar a dor em saudade e será muita, tenho certeza disso. Que saudade você vai deixar para a sua família, meu filho. Parece que estamos vivendo um pesadelo”, afirmou a mãe do jogador, enquanto realizava os procedimentos para o sepultamento do atleta, agendado para o domingo (23), ás 14h, no Cemitério Parque Nicteroy, no bairro Vista Alegre, em São Gonçalo.


Quem também estava bastante emocionado após a notícia da morte era o pai do jogador, Ubiracy Penha, que relatou que Thalles sairia com os quatro filhos durante o dia, entretanto, não conseguiu fazer isso em razão do acidente.


“O Thalles era um rapaz tranquilo e que amava os filhos. Ele já havia falado conosco para deixar os quatro filhos arrumados que iria levar eles ao shopping á tarde (horas após o acidente), mas ele não conseguiu fazer isso. Sinceramente, não sei o que falar. Vou guardar tantas lembranças dele, tantas, que é difícil transformar a dor que estou sentindo em palavras”, disse o pai do jogador.


A outra vítima fatal do acidente foi o morador do bairro Arsenal, em São Gonçalo, Yuri Sergio Luparelli, que fez com que familiares que foram até o local se abalassem bastante com a notícia e com a imagem do jovem caído no chão.


“O Yuri sempre foi um rapaz calmo, tranquilo e de bem com a vida. A dor é imensa, não tenho como descrever o sentimento que a família está passando nesse momento. Vamos entregar na mão de Deus, Ele sabe de todas as coisas, pode ter certeza disso. Cremos que ele esteja em um lugar melhor que o que nós estamos agora”, afirmou um familiar da vítima, que preferiu não se identificar.


Outras três vítimas do acidente estão internadas


“Foi uma pancada muito forte e uma cena muito triste a que presenciamos aqui hoje (sábado). Quando abri o portão, estavam lá os cinco no chão e muito sangue. Cena muito triste”, O relato é de uma moradora de uma residência próximo ao local do acidente em um cruzamento da Avenida Almirante Pena Boto com a Rua Itapemirim, ambas no bairro Monjolos, em São Gonçalo.


De acordo com testemunhas do local, a moto em que Thalles pilotava estava vindo pela Avenida Almirante Pena Boto enquanto a outra moto, que estaria sendo pilotada pela outra vítima fatal, Yuri Luparelli, estava transitando pela Rua Itapemirim, quando, no cruzamento, as duas colidiram, deixando o local repleto de marcas do acidente, como vestimentas das vítimas e destroços das motos.


Segundo testemunhas, o jogador estaria vindo de um baile funk na comunidade da Cerâmica, fato que o pai do jogador não confirma. O atleta, que estava de férias, estava passando uns dias em uma residência no bairro Vista Alegre, onde grande parte da família do jogador mora.


Yuri Sergio Luparelli morreu na hora, enquanto que Thalles e Lhorrainy Vasconcelos, de 18 anos, e Karolayne Almeida, de 19 anos, namorada do atleta, e Kesia Rabello Torres, 24, foram levados para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela unidade de saúde, o atleta já chegou sem vida ao hospital, enquanto as outras três mulheres apresentavam estado de saúde estável horas após o acidente.


As causas do acidente serão investigadas pela 74ª DP (Alcântara).


Trajetória do atleta começou aos 11 anos nas categorias de base


Revelado pelo Vasco da Gama, o atacante Thalles, de 25 anos, chegou em São Januário, aos 11 anos, e teve uma trajetória marcada por muitos gols nas categorias de base. Principal nome da equipe campeã da Taça Belo Horizonte em 2013, subiu para o time principal no mesmo ano e não demorou muito para se firmar. Na temporada seguinte, em virtude do seu bom desempenho, foi convocado para a Seleção Brasileira sub-20.


Em cinco temporadas na equipe principal do Gigante da Colina, o atacante disputou 157 partidas, marcou 36 gols e conquistou quatro títulos, sendo dois campeonatos estaduais (2015 e 2016), Taça Guanabara 2016 e Taça Rio 2017.


Em 2018, o atleta foi emprestado para o Albirex Niigata, onde marcou seis vezes em 41 partidas. Já no início deste ano, o Vasco emprestou o atacante para a Ponte Preta, onde disputou 19 partidas e marcou cinco vezes, e vivia grande fase na carreira.


Pesar pela morte do jogador - O Vasco da Gama lamentou o ocorrido e fazendo um breve resumo sobre o tempo que Thalles defendeu as cores do Cruzmaltino. “Ainda chocados com a notícia do acidente, lamentamos profundamente o falecimento do atacante Thales Lima de Conceição Penha. Desejamos muita força aos familiares e amigos neste momento difícil”.


Já a Ponte Preta, clube em que o jogador estava emprestado pelo Vasco, também lamentou o ocorrido, através de nota.


“De maneira triste e consternada, a Ponte Preta recebeu na manhã deste sábado (22) a notícia da morte do atacante Thalles, em um trágico acidente. Neste momento de dor, nos solidarizamos com familiares e amigos. Nossos corações e nossas orações estão contigo, Thalles!”, disse o clube.


Outro clube que se solidarizou através das redes sociais foi o principal rival do Cruzmaltino, o Flamengo, que lamentou o ocorrido e realizou uma roda de oração durante o treinamento do último sábado.


“Antes do treino desta manhã no campo, os jogadores e a comissão técnica se reuniram e fizeram uma oração em homenagem ao atacante Thalles. Descanse em paz! #Luto”, diz a nota.

Veja também