Traficante Luiz Queimado, líder do CV, morre na Bahia

Ele havia sido preso em 2018 e estava com câncer

Enviado Direto da Redação
Luiz Carlos Gomes Jardim, o Luiz Queimado, era o líder da facção criminosa Comando Vermelho

Luiz Carlos Gomes Jardim, o Luiz Queimado, era o líder da facção criminosa Comando Vermelho

Foto: Divulgação

Considerado o principal líder da facção criminosa Comando Vermelho (CV) em São Gonçalo e Niterói, Luiz Carlos Gomes Jardim, o Luiz Queimado, de 54 anos, morreu nessa madrugada (20), num hospital da Bahia, onde estava internado sob custódia com câncer nos ossos.


O corpo de Luiz Queimado está vindo para o Rio de avião e deve ser enterrado em São Gonçalo.


Luiz Queimado havia sido preso por agentes da Divisão de Homicídio de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), em Porto Seguro, na Bahia, em 2018. Ele estava morando há 18 dias numa mansão de luxo, na beira da praia, alugada por R$ 9 mil. O acusado estava acompanhado da namorada e não reagiu à prisão.


Segundo a polícia, Luiz Queimado estava cumprindo prisão domiciliar desde agosto de 2018 em Itabuna, também na Bahia, por conta do tratamento de um câncer. No entanto, neste período, investigações da DH apontaram que ele continuava a controlar o tráfico em comunidades da região, entre elas Complexo do Bumba, em Viçoso Jardim, onde chegava a arrecadar R$ 5 mil por semana.

Veja também