Três filhos são suspeitos da morte de marido da deputada Flordelis

A motivação seria uma relação extra conjugal de Anderson, que foi descoberta pelos filhos de Flordelis

Enviado Direto da Redação
Um deles foi preso ainda dentro do cemitério logo depois do enterro do corpo do padrasto

Um deles foi preso ainda dentro do cemitério logo depois do enterro do corpo do padrasto

Foto: Filipe Aguiar


A Divisão de Homicídios (DH) investiga a participação de três filhos da deputada federal Flordelis (PSD) na morte do marido dela e pai adotivo dos suspeitos, o pastor Anderson do Carmo de Souza, 42, assassinado na madrugada de domingo, na garagem da casa da família, em Pendotiba, Niterói. A motivação seria uma relação extra conjugal de Anderson, que foi descoberta pelos filhos de Flordelis.


De acordo com policiais da DH, ao descobrirem a traição do padrasto, os enteados teriam ido tomar satisfações de Anderson e acabaram o matando. Para a Polícia, esse seria o motivo de Flordelis insistir na tese de tentativa de assalto para proteger os filhos. Os agentes acreditam que essa motivação sexual, explicaria o grande número de tiros na região da genitália do pastor. Os policiais fazem buscas pelo terceiro filho suspeito do crime, e acreditam que possam identificá-lo por imagens de câmeras de segurança de casas vizinhas ao crime.


Um deles, Flávio Rodrigues de Souza, foi preso no início da tarde dessa segunda-feira (17), ainda dentro do cemitério, em Vista Alegre, São Gonçalo, logo depois do enterro do corpo do padrasto. 


O outro, identificado como Lucas dos Santos, de 18 anos, foi preso no domingo, quando compareceu à DHNISG para prestar depoimento. Os policiais cumpriram um mandado de apreensão por tráfico de drogas, pendente desde quando ele era menor, e havia sido apreendido por envolvimento com traficantes da Comunidade da Cocada, próximo à casa dele. Lucas teria sido liberado para cumprir a medida em casa, mas deixou de voltar à Justiça para assinar mensalmente sua liberdade e era considerado foragido.

Veja também