Traficante 3N grava novo áudio e promete invadir o Complexo do Salgueiro

Criminoso segue foragido da polícia

Enviado Direto da Redação
Criminoso segue foragido da polícia

Criminoso segue foragido da polícia

Foto: Reprodução/Internet


O traficante Thomas Jayson Gomes Vieira, o 3N, voltou a se comunicar através de áudios, após a morte de sete de seus 'soldados' durante operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, no inicio deste mês, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio. 


Durante o áudio, o traficante revela que tem o objetivo de voltar ao Complexo do Salgueiro, para vingar a morte de seus soldados e que sua 'guerra' é contra Antônio Hilário, o 'Rabicó' ou 'Coroa'.


"É parceiro, morreram sete moleque meu (sic). To tristão por isso aí, mas agora eu tô com mais fé e força para entrar aí e mostrar que a morte deles não foi em vão. A minha é paz e tranquilidade. Posso até perder a vida, mas vou perder como homem", diz 3N, no início do áudio.


Em uma parte do áudio, o criminoso revela que poderia ter matado mais traficantes junto com Schumaker Antonácio do Rosário, o Piloto, então chefe do tráfico de drogas do Jardim Catarina, em São Gonçalo, assassinado no fim do mês de abril. 


"Minha guerra é contra o Coroa, com quem queria me matar. Poderia ter matado uma 'porrada', mas a minha não é essa. A minha é paz e tranquilidade", afirma o traficante.


Ele lamenta a morte de seus 'soldados' e a prisão da sua esposa e mãe de sua filha, Brenda Santos, de 22 anos, durante a operação na Maré. A jovem teve pedido de liberdade negado pela 2ª Câmara  Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, na última segunda-feira (13).


"A única coisa que me deixou fraco nesses últimos dias foi ter perdido meus parceiros e a minha esposa ter sido presa", encerra o traficante no áudio.


Veja também