Oito suspeitos são mortos em operação da Core em busca de 3N

Ação aconteceu no Complexo da Maré, no Rio, e sete fuzis foram apreendidos

Enviado Direto da Redação

Por Thuany Dossares



Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil realizaram, na manhã desta segunda-feira (06), uma operação no Complexo da Maré, no Rio, para capturar o traficante Thomaz Jhayson Viera Gomes, o 3N. Na ação, a esposa do criminoso foi detida, oito suspeitos foram mortos e sete fuzis apreendidos. 


Os policiais foram até o conjunto de favelas para checar denúncias que informavam a localização de 3N, que estaria escondido na Vila do João. Helicópteros e veículos blindados foram utilizados na ação. 


Houve uma intensa troca de tiros e oito suspeitos morreram durante o confronto com os agentes. De acordo com informações, um dos seguranças de 3N poderia estar entre os mortos. Ainda segundo a polícia, o bandido fugiu e por muito pouco não foi capturado, mas a esposa dele chegou a ser detida pela Core e conduzida para a Cidade da Polícia. 


Na ação, a Core apreendeu sete fuzis, três pistolas, 14 granadas, diversos carregadores e munições, além de drogas. Os fuzis apreendidos são os mesmos usados pelos traficantes do Terceiro Comando Puro (TCP) durante as invasões no Morro do Buraco do Boi, no Barreto, em Niterói, e nas comunidades gonçalenses da Caixa D'água, no Vila Três, e o Jardim Miriambi. Alguns carregadores, inclusive, estavam com as inscrições 3N. 


Há alguns dias começaram a circular informações de que 3N e seus seguranças Luiz Ricardo Monteiro Cunha, o Ricardinho, e Alexandre de Souza Lima, o Xandinho teriam buscado refúgio no Complexo da Maré, após sair do Comando Vermelho (CV) e pular para a facção TCP. 


O criminoso era o chefe do tráfico de drogas do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, e matou seu ex-aliado de facção Schumaker Antonácio do Rosário, o Piloto ou F1, que chefiava o tráfico do Jardim Catarina. 

Veja também