Aplicativo registra milésimo tiro e São Gonçalo continua no ‘fogo cruzado’

O tiro de número 1.000 ocorreu às 23h52 em Duque de Caxias

Enviado Direto da Redação
Só até o dia 13 de fevereiro, São Gonçalo já havia registrado 112 ocorrências de tiroteios. A Região Metropolitana já conta com 1.000 registros de disparos de armas de fogo

Só até o dia 13 de fevereiro, São Gonçalo já havia registrado 112 ocorrências de tiroteios. A Região Metropolitana já conta com 1.000 registros de disparos de armas de fogo

Foto: Filipe Aguiar

Na noite de quinta-feira (14), o Aplicativo Fogo Cruzado registrou o milésimo tiro disparado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro em 2019. O tiro de número 1.000 ocorreu às 23h52 nas imediações da Rua Barão do Triunfo, no Parque Vinte e Cinco de Agosto, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Na ocasião, nenhuma vítima foi registrada.

Em 2018, essa marca foi alcançada no dia 16 de fevereiro, dois dias depois do registro deste ano. O município de Duque de Caxias registrou 61 tiroteios/disparos de arma de fogo em 2019, no mesmo período do ano passado, foram contabilizados na área 37 tiros. Este ano, os municípios com o maior número de tiros registrados são Rio de Janeiro (513), São Gonçalo (112), Belford Roxo (74), Duque de Caxias (61) e Niterói (56).

Em 45 dias, 2019 tem uma média de 22 tiroteios/disparos de arma por dia, em um total de 254 mortos e 191 feridos. Confira alguns números de 2019: 10 mortos e 23 feridos por bala perdida no Grande Rio; 7 agentes de segurança mortos e 23 feridos; uma criança com (menos de 12 anos) morta e duas feridas; 11 adolescentes (maiores de 12 anos) mortos e 7 feridos; três idosos mortos; cinco animais de estimação baleados; 11 pessoas mortas quando estavam dentro de casa, destes, dois eram agentes de segurança; 16 casos onde três ou mais civis foram mortos numa mesma ocasião, totalizando 70 mortos.

Veja também