Morre adolescente baleado em arrastão na Niterói-Manilha

Daniel Doutel estava internado há 11 dias no Heat

Enviado Direto da Redação

Por Daniela Scaffo

Daniel Borges Doutel Ferreira, de 17 anos, que estava internado há 11 dias no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo, morreu nesta quarta-feira (23). 


A vítima foi baleada durante um arrastão na Rodovia BR-101 (Niterói-Manilha) no último dia 12, na altura de Neves, em São Gonçalo. Segundo informações da família, ele seguia de carro, um Honda Accord, de cor prata, para a Região dos Lagos com o pai, quando foram abordados pelos criminosos.


De acordo com testemunhas, cerca de 20 criminosos armados de fuzis e divididos em cinco carros efetuavam os assaltos.


Quando foram abordadas, as vítimas ficaram paralisadas, e um dos suspeitos teria atirado contra o carro diversas vezes. A vítima estava no banco do carona e acabou sendo atingido por três disparos, sendo um deles na região dos olhos.


Ele foi levado inicialmente para o Pronto Socorro Central de São Gonçalo (PSCSG), no Zé Garoto, e transferido depois para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em estado grave.


Outro caso - Apenas um dia depois de Daniel Doutel ter sido baleado em um arrastão, o gerente do restaurante Adega do Bacalhau, que fica às margens da BR-101, na altura do bairro Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo, foi atingido por um disparo durante um assalto. Wladimir José Machado Chalin também foi levado para o Heat e teve alta hospitalar no dia 18.


De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os criminosos chegaram cedo ao restaurante e se comportaram como clientes normais, pedindo bebidas e comidas. No entanto, no momento que o gerente se preparava para fechar o estabelecimento, quatro criminosos anunciaram o assalto.


Wladimir, na tentativa de evitar o assalto, colocando o dinheiro no cofre, um dos criminosos viu a ação do gerente e atirou.

Veja também