Morre terceira vítima de explosão do Engenho do Roçado, em São Gonçalo

Tragédia ocorreu no último dia 2 de dezembro

Escrito por Redação 13/12/2018 09:06, atualizado em 13/12/2018 09:00
Rafael não resistiu as diversas queimaduras em seu corpo
Rafael não resistiu as diversas queimaduras em seu corpo . Foto: Divulgação

Por Alan Emiliano e Thiago Soares

A terceira vítima da explosão de uma residência no Engenho do Roçado, em São Gonçalo, que aconteceu no último dia 2 de dezembro, morreu na noite desta quarta-feira (12). O jovem Rafael Ferreira, de 19 anos, não conseguiu se recuperar das enormes queimaduras que chegaram a tomar 100% de seu corpo durante o período que ficou internado no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê.

A esposa da vítima, Milena Oliveira, de 20 anos, faleceu, na última segunda-feira (10), em decorrência de problemas no rim e no pulmão. Já a auxiliar de serviços gerais e mãe de Milena, Maria Célia Campos, de 48 anos, não resistiu aos ferimentos decorrentes da explosão e teve a morte anunciada, na madrugada do último domingo (9).

Após a notícia da morte de Rafael, diversas homenagens foram realizadas nas redes sociais do jovem, exaltando a luta pela vida e lamentando o falecimento da terceira vítima da tragédia do Engenho do Roçado.

“Mais um anjo...... Vai com Deus ‘migão’, obrigada por cada piada pra me fazer sorrir, você foi incrível e saiba que onde você estiver que você foi forte o bastante!!!!!”, dizia uma mensagem postada em uma rede social.

Investigações - Segundo a polícia, traficantes de drogas do bairro teriam explodido a residência em que estavam as vítimas, com dinamite, pensando que essas pessoas eram parentes do antigo dono da casa, um policial militar, que atualmente está lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Formiga, no Rio.

O soldado da Polícia Militar morava com sua família há 20 anos no local, antes de deixarem a residência, em meados de 2017, após ter a sua identificação profissional descoberta por traficantes do local. 

Recordando - Uma explosão deixou três pessoas gravemente feridas, na tarde do último dia 2 de novembro, no Engenho do Roçado, em São Gonçalo. O casal Myllena Oliveira, de 20 anos, e Rafael Ferreira, 19, acompanhado da mãe da jovem, a auxiliar de serviços gerais, Maria Célia Campos, 48, estava realizando a limpeza da nova casa, quando foi surpreendido por uma enorme explosão. 

Todas as vítimas foram levadas para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo, em estado gravíssimo, devido as enormes queimaduras. 

Sepultamento - A esposa de Rafael, a jovem Milena Oliveira, de 20 anos, foi enterrada, nesta quarta-feira (12), no Cemitério do Maruí, no Barreto, em Niterói. Já a mãe de Myllena foi sepultada, na segunda-feira (10), no mesmo local.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas