São Gonçalo pode ganhar novo esquema de segurança em 2019

Projeto foi apresentado ao prefeito Nanci

Escrito por Redação 14/11/2018 08:40, atualizado em 14/11/2018 08:40
Na apresentação do projeto, o Centro de São Gonçalo e o Alcântara seriam os primeiros bairros a receber plano especial
Na apresentação do projeto, o Centro de São Gonçalo e o Alcântara seriam os primeiros bairros a receber plano especial . Foto: Divulgação

O programa “Segurança Presente” pode chegar às ruas de São Gonçalo no próximo ano. Coordenadores do programa de Segurança Pública, que deu certo no Rio de Janeiro e em Niterói, apresentaram um projeto-piloto na sede do Executivo, a secretários municipais e vereadores na tarde de ontem.

De acordo com a apresentação, o primeiro núcleo do programa seria instalado no Centro da cidade, com uma equipe formada por 36 policiais militares e 20 agentes civis, que fariam o policiamento na região a pé, em motos, carros e bicicletas. Mas para o programa entrar em ação, a prefeitura precisa de cerca de R$ 650 mil mensais. Então, o município irá buscar parceiros para garantir mais segurança à população.

Durante o encontro, também foi discutida a criação de leis que possam angariar recursos para a execução do programa. Uma das propostas foi uma alteração na lei de licitação. A ideia, junto com o Ministério Público, seria ver a possibilidade da empresa vencedora de uma determinada modalidade arcar com uma parcela do projeto, que também contaria com integração da guarda municipal.

No próximo mês, o projeto será apresentado à Associação Comercial e Industrial do município e a outras entidades organizadas que possam ajudar a patrocinar o programa. O vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal, vereador Alexandre Gomes, garantiu que a proposta chega em uma hora que a população não aguenta mais ser assaltada nas ruas, nos ônibus, na porta de casa.

“Temos que dar um basta. Temos que aumentar a nossa rede de Segurança Pública. Temos que buscar parcerias para ajudar a Polícia Militar e a prefeitura no combate a estes crimes”, afirmou.

Além do Centro da cidade, a prefeitura também quer instalar um módulo do “Segurança Presente” no bairro do Alcântara, maior centro comercial da cidade. Ao saber da ideia, o comerciante Josias Figueiredo, de 47 anos, proprietário de uma loja na tradicional rua da feira do Alcântara, se mostrou otimista com a iniciativa.

“Podem contar comigo. Acho que cada um pode ajudar um pouco. Não podemos mais é ficar parados. A cada dia, vejo um amigo desistindo do comércio, fechando a sua loja”.

Além do prefeito José Luiz Nanci e dos coordenadores do programa, participaram do encontro os secretários de Governo e o de Segurança Pública, Rodrigo Miranda e Felipe Brito, respectivamente; o presidente da Câmara Municipal, vereador Diney Marins, e o também vereador Jalmir Junior.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas