Mês de agosto registra o menor índice de roubo de cargas do ano em SG

Queda foi de 40% nesse tipo de crime

Escrito por Redação 20/10/2018 09:30, atualizado em 20/10/2018 09:23
Graças ao novo modelo de policiamento, foi registrada uma queda de 40% nesse tipo de crime
Graças ao novo modelo de policiamento, foi registrada uma queda de 40% nesse tipo de crime . Foto: JULIO DINIZ

Por Renata Sena 

Apesar da sensação de insegurança ainda rondar a vida dos gonçalenses, a população papa goiaba tem o que comemorar. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Estado do Rio de Janeiro, no mês de agosto São Gonçalo registrou o menor número de roubos de cargas na cidade do ano.

Embora o número ainda seja assustador, se compararmos com o mesmo mês de 2017, é possível perceber uma queda de 40% nesse tipo de crime.

Enquanto no ano passado, ao longo dos trinta e um dias de agosto foram registrados 167 casos de roubos de cargas nas delegacias da cidade, em agosto de 2018 as distritais gonçalenses registraram 115 casos semelhantes.

“A gente passa a perceber a diminuição do número de roubos de carga na prática. Eu ainda escuto relato diário, mas até uns dois meses eu tinha cinco, seis colegas roubados por semana. Agora esse número diminuiu, mas ainda assusta a gente que vive na estrada", contou Rogério Siqueira, funcionário de uma transportadora, que foi até a delegacia do Mútua (72ªDP) acompanhar um colega e trabalho, vítima de roubo de carga na BR-101, na altura do Complexo do Salgueiro.

Outro crime que teve uma queda considerável no mês de agosto, na cidade de São Gonçalo, foi o de roubo de veículos. Enquanto no mês de 2017 foram registrados 578, no mesmo mês do ano vigente foram registrados 551 casos. Isso representa uma queda de 13%.

Para o coronel André Henrique de Oliveira, comandante do 7º BPM, a queda tem relação direta com o novo serviço de análise criminal feita pela equipe da unidade de São Gonçalo.

O projeto de análises, batizado como ‘Meta Verde’, tem como prioridade mapear e identificar os pontos com maior índice criminal da cidade.

"Essa queda é graças ao trabalho da equipe do batalhão, que com a Meta Verde identificou os pontos críticos da cidade e passou a atuar nos locais e horários que os criminosos atuavam. Com a presença da polícia no local certo e na hora exata o resultado é imediato", contou o coronel.

A análise criminal do batalhão passou a ser feita exatamente no mês de agosto, onde a cidade apresentou a primeira queda no roubo de carga. O instituto de segurança pública ainda não divulgou os dados oficiais do mês de setembro, mas de acordo com o comandante, no segundo mês o projeto também mostrou bons resultados.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas