Homem que assaltava sem sair do carro é preso pela Polícia Civil

Assaltante foi encontrado na Região dos Lagos

Escrito por Redação 04/07/2018 08:58, atualizado em 04/07/2018 07:18
Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital
Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital . Foto: Divulgação

Por Thuany Dossares

Acusado de cometer roubos na Zona Norte de Niterói, Marcio Henrique Canellas Terra Junior, o Tubarão, de 29 anos, foi preso na tarde do último sábado, na Região do Lagos, por policiais da 78ªDP (Fonseca). Contra ele, foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva por roubo majorado.

Tubarão foi identificado como o autor de um assalto contra três mulheres que passavam pela Rua Leite Ribeiro, no Fonseca, em maio. Na ocasião, ele sequer saiu do veículo Honda HRV em que estava para cometer o crime. Toda ação foi flagrada por câmeras de segurança e o vídeo ganhou repercussão na imprensa e nas redes sociais.

O assaltante ainda é apontado como autor de um roubo numa loja de conveniências da Alameda Boa Ventura, também no Fonseca, em fevereiro. O crime também foi registrado por câmeras de monitoramento do estabelecimento e divulgado.

Tubarão foi encontrado pelos agentes num sítio onde estava se escondendo, no Palmital, uma região rural entre os municípios de Araruama e Saquarema. De acordo com a delegacia do Fonseca, ele estava refugiado no local desde o final de maio, quando o Portal dos Procurados do Disque-Denúncia divulgou um cartaz oferecendo R$ 1 mil de recompensa por informações que levassem a sua prisão.

O criminoso já possuía passagens pela polícia por roubo, tráfico de drogas, porte ilegal de arma, corrupção ativa e corrupção de menores. Tubarão já foi transferido para o sistema penitenciário.

Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital
Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital. Foto por Divulgação
Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital
Tubarão’foi encontrado pela polícia em um sítio em Palmital. Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas