São Gonçalo lidera o roubo de carros no Estado

Um veículo é roubado a cada hora no município

Enviado Direto da Redação
23 06 Aumenta o roubo de carros em São Gonçalo LEONARDO F

23 06 Aumenta o roubo de carros em São Gonçalo LEONARDO F

Foto: Leonardo Ferraz


Por Cyntia Fonseca


Uma mulher e seu filho foram vítimas de um assalto, enquanto passavam de carro pela Rodovia BR-101, na altura de Boaçu, em São Gonçalo, essa semana. A ação rápida protagonizada por cinco criminosos fortemente armados provocou pânico a dezenas de motoristas, que acabaram voltando na contramão. Este cenário, infelizmente, não é nenhuma novidade. Pelo contrário, representa a rotina de medo vivida pelos motoristas, já que São Gonçalo registra o maior número de roubo de veículos no Estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). 


Somente no mês de maio, 658 casos dessa modalidade foram registrados na área do 7ºBPM, o que representa uma média de 21 roubos por dia. Além de ser o maior índice registrado em maio em todo o Estado, é também o maior índice registrado na cidade durante o ano de 2018.


Ainda diante desse cenário, os índices aumentaram cerca de 20% nos cinco primeiros meses desse ano em relação ao mesmo período do ano passado.


O segundo colocado no ranking do ISP é o 20ºBPM, localizado em Mesquita, na Baixada Fluminense, que registrou 465 casos. Ou seja, o número registrado em São Gonçalo é cerca de 30% maior do que o segundo colocado. 


Outro crime que tem aumentado expressivamente em São Gonçalo e provocado ainda mais insegurança a motoristas de caminhões, é o roubo de cargas, que também teve seu recorde no município, registrando 138 casos em maio de 2018. Um número 100% maior que o segundo colocado no ranking, o 14ºBPM (Bangu - Zona Norte do Rio). 


O número registrado nesse mês na cidade traz a média de um roubo de carga a cada cinco horas e um aumento de 51% em relação ao acumulado dos cinco primeiros meses do ano passado. 


Esses índices são seguidos por aumentos também em outras modalidades criminosas, como o roubo de residências que aumentou 145% nos cinco primeiros meses desse ano, em relação ao mesmo período de 2017. Roubos e furtos de bicicleta têm destaque negativo registrando 100% e 40%, respectivamente, no mesmo período observado. 


O comando do 7º BPM (São Gonçalo) informou que "tem realizado operações constantemente para coibir práticas criminosas na região". 


Veja também