Briga por cabrito pode ter motivado assassinato em Itaipuaçu

Vítima foi atingida por três tiros

Enviado Direto da Redação
Ronaldo entrou em luta corporal com o acusado do crime e acabou morto a tiros em Marricá

Ronaldo entrou em luta corporal com o acusado do crime e acabou morto a tiros em Marricá

Foto: Julio Diniz

Por Daniela Scaffo

Uma briga entre vizinhos pode ter resultado na morte de um homem, na manhã de ontem, na região conhecida como Itaocaia Valley, em Itaipuaçu, Maricá. O corpo do pedreiro Ronaldo dos Santos Barros, de 32 anos, foi localizado na Rua Apore, por volta de 9h.

Segundo familiares da vítima, o pedreiro teria comprado um cabrito para o filho, e o animal havia sido furtado. Ronaldo então percorreu a localidade em busca do cabrito e entrou em briga corporal com um dos suspeitos pelo furto.

“O Ronaldo brigou com o rapaz que roubou o cabrito e bateu com um pedaço de madeira na cabeça do homem. O pai dele (do suspeito) disse para meu ex-marido que iria vingar o sangue do filho dele, por causa do ferimento que ele ficou na cabeça”, disse Ariel Lima, de 22 anos, que é ex-mulher de Ronaldo.

Ainda de acordo com familiares, momentos depois, o suspeito pelo assassinato procurou Ronaldo e houve uma nova briga, em um terreno localizado na Rua Tapajós. O pedreiro acabou sendo atingido na cabeça por uma coronhada, tentou correr por cerca de 20 metros, mas foi atingido por três disparos de arma de fogo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Ronaldo morava na localidade há aproximadamente um ano e, segundo a família, não tinha inimizades com ninguém. Ele deixou dois filhos menores, fruto de seu relacionamento com Ariel. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Veja mais notícias:


Homem troca tiros com a polícia e é baleado em Maria Paula

Familiares se despedem de policial encontrado morto em São Gonçalo

Dois PMs são baleados e um acusado de tráfico é morto em São Gonçalo

Veja também