População limpa espaço público para evitar roubos no Boa Vista

Limpeza foi feita num canteiro entre a BR-101 e a Rua Birigui

Enviado Direto da Redação
Constantes assaltos motivaram o mutirão de limpeza

Constantes assaltos motivaram o mutirão de limpeza

Foto: Leonardo Ferraz

Por Renata Sena

Já que os governantes responsáveis não fazem, a população está ‘colocando a mão na massa’ para tentar diminuir os roubos da cidade. Assim como já foi feito em outras regiões do município, os moradores da Rua Birigui, no Boa Vista, capinaram mato, cataram lixo e queimaram objetos que estavam acumulados às margens da BR-101, na altura do bairro. Os constantes assaltos motivaram o mutirão de limpeza.

No local, próximo ao viaduto do Piscinão de São Gonçalo, o mato já tinha crescido mais de um metro de altura e estava servindo de esconderijo para criminosos. “Já tínhamos feito reclamações com a prefeitura, com a polícia. Se não há limpeza, tinha que ter um reforço no policiamento. Mas não temos nem um, nem outro”, desabafou uma moradora.

Temerosa que o pior acontecesse, a população se reuniu e, no domingo de folga, realizou a limpeza do local. “Não é nossa obrigação. Mas hoje estamos sofrendo assaltos. Amanhã, só Deus sabe dizer o que poderiam esconder no matagal que estava se formando. A gente paga imposto e isso é trabalho do governo. Mas estamos impossibilitados de ir e vir por causa do descaso com a cidade e da violência, que só cresce. O negócio é a gente fazer o que quem deveria fazer não está fazendo”, contou outro morador que participou da limpeza.

O medo dos moradores não é exagero. Com base nos dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro, somente nos três primeiros meses do ano, as delegacias de São Gonçalo registraram 1.792 casos de roubo a pedestres na região. Somado a esse número, são mais 429 vítimas que tiveram somente o celular roubado. Esse segundo crime cresceu 100%, comparado com o mesmo período de 2017, quando foram registrados 213 casos de roubo a celular.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que a corporação atua em todo o Estado do Rio de Janeiro sempre com o objetivo de reprimir ações criminosas. São feitas operações em locais onde há maior incidência criminal, blitzens são realizadas para identificar e prender criminosos. A Polícia Militar solicita que denúncias sejam feitas através do telefone 190 ou Disque-Denúncia 2253-1177 e que registros em delegacias são de extrema importância, pois ajudam na confecção da mancha criminal. Denúncias também podem ser feitas nos batalhões.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Gonçalo também foi procurada, mas não deu retorno até o fechamento desta edição.

Veja também